Competitividade econômica, educação financeira e internacionalização de startups – Por Jeane Meire

*Coluna Semanal  – Por Jeane Meire – 19/06/21
Competitividade e Educação

Um estudo elaborado pelo IMD World Competitiveness Center analisou como está o ambiente econômico e social do país para gerar inovação e se destacar no cenário global e comparou a prosperidade e a competitividade de 64 nações. Na pesquisa, o Brasil caiu uma posição em relação a 2019, após quatro anos seguidos de avanços. No eixo que avalia a educação, o Brasil teve a pior avaliação entre as nações analisadas, alcançando a 64ª posição. Entre outros fatores, o resultado nesse quesito é explicado pelo mau desempenho do país quando analisados os gastos públicos totais em educação. Segundo a pesquisa, avaliada em termos per capita, o mundo investe em média US$ 6.873 (cerca de R$ 34,5 mil) por estudante anualmente, enquanto o Brasil aplica US$ 2.110 (R$ 10,6 mil aproximadamente). 

Economia e Ensino Público

Em julho já começam a ser distribuídos os cursos de formação continuada sobre educação financeira para profissionalização de, pelo menos, 500 mil professores do ensino básico das redes públicas e privadas. Os cursos são o resultado de uma parceria entre o Ministério da Educação (MEC) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A proposta é preparar os profissionais da sala de aula para que desenvolvam nos alunos habilidades voltadas para a educação financeira e o empreendedorismo. A expectativa é alcançar 25% dos 2,3 milhões de professores e, com isso, levar a educação financeira para 25 milhões de alunos, em especial dos anos finais do Ensino Fundamental. 

FIEC
Ouvidor Online
rpb-1
pw-1
FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1
Festival cinematográfico on-line

O In-Edit Brasil é um evento cinematográfico que tem como objetivo fomentar a produção e a difusão de filmes documentários que tenham a música como elemento integrador. O Festival nasceu em Barcelona em 2003 e hoje é realizado em diversos países como Espanha, Chile, Grécia e Holanda. Aqui no Brasil, o IN-EDIT acontece desde 2009. Em 2021, está na 13ª edição, realizada online, para todo o Brasil, entre os desde o dia 16 de junho e segue até o dia 27 deste mês.

Confira a programação AQUI. 

Estreia de mulheres

A Realize Comunicação foi criada por mulheres empreendedoras. A agência de publicidade e Marketing Digital se propõe a dar visibilidade às mulheres e estreará o programa Realize Mulheres. A proposta é contar histórias de mulheres que ocupam espaços de poder, não somente por serem mulheres, mas porque são histórias que merecem ser contadas e não costumamos ouvir por aí. O programa será lançado, na próxima quinta-feira, 24, às 20 horas, no Canal do YouTube. A primeira entrevistada será Natália Bonavides,  deputada federal do Rio Grande do Norte. A entrevista traz um pouco da história e das conquistas da parlamentar. O “Realize Mulheres” também será transmitido pela Nossa TV. A Realize Comunicação também trará dicas sobre redes sociais, divulgação de histórias de mulheres empreendedoras e indicações de livros e filmes com protagonismo feminino, seja no roteiro, na produção, na direção ou na atuação. 

Instituto Senai de Inovação em Energias Renováveis

O ISI-ER foi oficialmente inaugurado na terça-feira, 15/06, e é referência da rede SENAI no Brasil para pesquisa, desenvolvimento e inovação com foco em energia eólica e solar no Rio Grande do Norte, com perspectivas de ampliar a oferta de soluções para impulsionar a geração de energia limpa no Brasil. Os trabalhos são desenvolvidos por uma equipe de pesquisadores formada por engenheiros, meteorologistas, geógrafos e químicos, com o apoio de mestres e doutores bolsistas nessas áreas. O projeto realiza pesquisas, desenvolvimento e prestação de serviços de calibração de anemômetros, instrumentos que medem velocidade e direção de ventos para o setor – e permite, ainda, avaliação de desempenho de estruturas e formas que precisam ser submetidas a diferentes intensidades de ventos. Os potiguares comemoram mais um passo para o fortalecimento da indústria na retomada da economia. 

Internacionalização de Startups

O StartOut Brasil – programa que visa a inserir startups brasileiras nos mais promissores ambientes de inovação no mundo – está com inscrições abertas, até a próxima segunda-feira, 21, para o Ciclo Lisboa 2021, iniciativa que possibilita a imersão de empresas no ecossistema empreendedor português. As oportunidades somam 40 vagas e são destinadas a empreendedores brasileiros da área de Tecnologia da Informação (TI), com negócios já estabelecidos ou que tenham recebido algum tipo de investimento financeiro. Para participar, os empreendedores podem acessar o regulamento do programa e realizar a inscrição gratuita através do preenchimento deste formulário com informações gerais sobre modelo de negócio, qualificação da equipe e os objetivos pretendidos com a expansão internacional.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Economic News Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui