Transporte público: para tentar ampliar subsídios, governadores e prefeitos freiam elevação dos preços

Imagem: Pexels

Um levantamento da NTU mostra que ao menos 264 municípios complementam o caixa do transporte com verba orçamentária

Com o aumento dos preços do diesel e da gasolina, o custo do transporte público entrou na disputa por recursos do Estado. O retorno da população a trabalhos presenciais e a considerável redução dos casos de covid impulsionam o público a voltar, em grande quantidade, ao uso do transporte coletivo. O que, consequentemente, necessita de mais verba direcionada aos combustíveis.  

fico
rpb-1
PM Fortaleza1

Um levantamento da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) mostra que ao menos 264 municípios, de todas as regiões do País, complementam o caixa do transporte com verba orçamentária. Cerca de 42% deles aderiram ao subsídio nos últimos dois anos. O conteúdo foi público no Estadão.

A crise no transporte reverberou no Rio de Janeiro,  e a cidade que nunca financiou o transporte municipal, passou a implementar um modelo de subsídio baseado em quilometragem. 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui