Fintech finaliza emissão no valor de R$ 100 milhões para expandir operação

Imagem: Freepik

A empresa Adiante cresceu 790% no último ano

A Adiante, fintech de antecipação de recebíveis do Grupo GCB Investimentos, finalizou a primeira integralização da 2ª emissão pública de debêntures. Dessa vez, o valor total da emissão é de R$ 100 milhões, com as integralizações “trancheadas” conforme a originação dos ativos.

fico
rpb-1
PM Fortaleza1

Assim como na anterior, o instrumento de dívida foi emitido pela Adiante com a finalidade exclusiva de financiar a compra de notas fiscais de produtos, as chamadas duplicatas mercantis. A empresa é a única do mercado que faz a antecipação deste tipo de recebível 100% on-line, sem nenhuma intervenção humana, com algoritmos de crédito próprios e 24 horas por dia.

A fintech, que nasceu em 2018, já transacionou aproximadamente R$ 125 milhões em duplicatas e conta uma carteira de 60 mil clientes, a maioria deles, pequenas e médias empresas, com faturamento anual de até R$ 20 milhões.

“A antecipação de recebíveis tem se tornado uma excelente alternativa para as empresas que enfrentam problemas de fluxo de caixa, ou seja, que vendem a prazo e recebem de seus clientes após 60 ou 90 dias, mas que devem arcar com suas contas, como salário de funcionário ou impostos, no curto prazo. É uma ótima solução para as PMEs que buscam capital de giro, sem a burocracia dos agentes financeiros, ou seja, os bancos”, explica Gustavo Blasco, fundador e CEO do Grupo GCB.

A antecipação de recebíveis tem ganhado espaço entre as modalidades de crédito no Brasil. Segundo a Associação Nacional dos Participantes em Fundos de Investimento em Direitos Creditórios Multicedentes e Multissacados (ANFIDC), no ano de 2021, mais de 1/3 do volume de crédito distribuído pelo sistema financeiro foi via antecipação, o que é mais do que os bancos conseguem aprovar em capital de giro.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui