Uso de tecnologia nas escolas faz professores se dedicarem 30% mais aos alunos

(Foto: Julia M Cameron/Pexels)

A rotina administrativa de uma escola envolve questões amplas. Alguns processos são de responsabilidade dos professores, como o lançamento de notas, o planejamento das aulas, a inserção do material de apoio nos sistemas, a preparação de provas e a correção de trabalhos. São processos do cotidiano, mas que, sem uma ferramenta adequada, podem ser morosos, mesmo com todo o avanço digital recente, pós-pandemia da Covid-19. Na prática, isso pode reduzir os momentos junto aos estudantes. Especialmente para colégios de menor porte, faculdades e até mesmo escolas de idiomas, o contato mais aproximado e a otimização do serviço fazem toda a diferença.

A tecnologia pode ajudar, inclusive, ampliar em até 30% a dedicação dos professores aos seus alunos, como no sistema SISA, desenvolvido pela empresa Matheus Soluções, do grupo paranaense SWA. A plataforma foca justamente na redução de tempo atrás dos computadores. Embora lançada recentemente, quem já experimentou a solução garante que os resultados são excelentes.

FIEC
ci-1
rpb-1

“Decidimos contratar o sistema SISA para ajudar na demanda da secretaria acadêmica e do diploma digital. O sistema possui uma excelente didática e funcionalidade, com ele obtivemos treinamento e qualificação para atender às necessidades da instituição. O sistema SISA atendeu às nossas expectativas”, compartilha Ana Cláudia Silva, diretora acadêmica da Fundação Educacional Vale do São Francisco, de Minas Gerais.

Vale lembrar que a SWA é dona de grandes projetos, como o JACAD, plataforma de gestão educacional utilizada por 40 mil professores e 500 mil estudantes, nos 22 estados brasileiros, e que, a partir desta expertise, democratiza a tecnologia, tornando-a acessível também aos pequenos estabelecimentos. O SISA é mais compacto e igualmente funcional. “Acabam ganhando todos, mas especialmente os alunos. Quando os professores e estudantes mantêm um bom relacionamento em sala de aula, o aprendizado se torna mais eficiente e a relação de engajamento de ambas as partes só cresce. Para que isso aconteça, a aproximação deve ser uma constante. Entendemos que o SISA supre essa lacuna”, avalia Leandro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui