Consumo de sorvete em alta no Ceará, diz presidente do Sindsorvetes

De vários formatos e sabores, os sorvetes aliviam o calor ao mesmo tempo que contribuem para a economia do país. Em média, cada cidadão consume por ano cinco litros de sorvetes, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (ABIS). Cerca de 10 mil empresas estão ligadas ao setor, cujo faturamento tem sido acima de R$13 bilhões ao ano.

Dentre as regiões que mais consomem sorvetes, o nordeste responde por 19%, ficando atrás apenas da região sudeste (52%). No Ceará, a indústria de sorvetes tem expandido e aumentado a expectativa de crescimento, sobretudo após a retomada pós-pandemia.

FIEC
fico
rpb-1
Foto: Calebe Miranda/ Pexels

De acordo com Miriam Pereira, presidente do Sindicato das Indústrias de Sorvetes e Gelatos do Ceará (Sindsorvete), os empresários estão otimistas e abrindo novas lojas no estado. “Mesmo com o cenário da pandemia, conseguimos nos manter com bons números. Agora estamos investindo em produtos inovadores, como os produtos saudáveis, sem lactose, sem açúcar e produtos veganos. Destacamos que os carros chefes são as iguarias de frutas regionais e o tradicional chocolate”, destaca Miriam.

O sindicato também agrega a indústria do açaí que também é outro segmento que cresce a cada ano devido ao reconhecimento da fruta tanto no mercado interno como no internacional.

Empreendedorismo

A ABIS aponta ainda que 92% das empresas é de micro e pequenos empreendedores, que respondem por mais 100 mil empregos diretos e 200 mil postos de trabalhos indiretos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui