Disponibilidade de casas para venda em Portugal cai 13%

(Foto: George Becker/Pexels)

O sonho de comprar uma casa em Portugal está cada vez mais caro. Por outro lado, continuam sendo vendidas muitas unidades no país. O aumento da procura desse tipo de imóvel no mercado português nos últimos anos, provocou uma queda de 13% no primeiro trimestre de 2022, no comparativo do mesmo período de 2021, segundo um estudo publicado pelo Idealista News, o principal marketplace do sul da Europa.

Os dados do estudo permitem concluir que a oferta de casas à venda em Portugal caiu em 16 capitais de distrito. Na lista, estão: Coimbra (-34%), seguida por Leiria (-25%), Braga e Setúbal (-20% em ambas as cidades). Estas são, portanto, as quatro capitais que mais reduziu.

FIEC
fico
rpb-1

Seguem na lista: Faro (-19%), Évora (-19%), Viana do Castelo (-13%), Lisboa (-12%), Porto (-12%), Aveiro (-11%), Ponta Delgada (-11%), Viseu (-10%), Beja (-9%) e Funchal (-3%). Em Bragança, a baixa na oferta foi de 2% e em de Santarém 1%.

As localidades em que as ofertas menos caíram, foram em Aveiro (-7%), na Ilha açoriana de São Miguel (-6%), na ilha da Madeira (-5%), em Beja (-3%) e em Évora (-1%).

Por outro lado, Vila Real foi a capital de distrito onde mais cresceu a oferta (28%), seguida por Castelo Branco (7%). Estas foram, as duas únicas cidades analisadas que a oferta de casas à venda aumentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui