Como fazer marketing na era da economia digital – Por Edilson Botto

*Coluna por Edilson Botto, 17/04/2022

Qualquer que seja o seu ramo de atuação ele foi impactado pela digitalização das transações comerciais, pela influência crescente das redes sociais e pela expansão da conectividade. Essa mudança criou consumidores mais informados, mais impacientes e ávidos por conveniência.

fico
rpb-1
PM Fortaleza1

Todo este novo ambiente de negócios gerou a necessidade de uma nova maneira de se comunicar com os clientes, o marketing tradicional passou a dar lugar ao marketing digital que atualmente é o principal recurso de alavancagem de vendas para uma parcela significativa do mercado.

O problema dessa migração radical é que embora as ferramentas digitais sejam cada vez mais utilizadas os consumidores são na verdade omnichannel, ou seja, eles utilizam vários canais para interagir com as empresas e estas, focadas apenas no digital, falham terrivelmente na hora de atuar no off-line.

Ciente dessa realidade Philip Kotler, juntamente com Hermawan Kartajaya e Iwan Setiawan, escreveram o excelente Marketing 4.0 – Do tradicional ao digital, onde demonstram a importância de desenvolver estratégias de marketing que conectem o on-line e off-line de maneira complementar e sincronizada, utilizando uma mesma linguagem e mensagem para transmitir uma identidade única da sua empresa.

Economia digital

Segundo Kotler, “Na economia digital, a interação digital sozinha não é suficiente. Na verdade, em um mundo cada vez mais conectado, o toque off-line representa uma forte diferenciação”. É preciso comprovar no mundo real que tudo que foi apresentado no digital é verdadeiro e que a sua organização é a melhor opção.

Um importante ponto da obra destaca que o mix de marketing (produto, preço, ponto e promoção) continua vigente, apenas evoluiu para o que os autores chamam de os quatro Cs: Cocriação (co-criation), moeda (currency), ativação comunitária (comunal activation) e conversa (conversation).

As empresas devem interagir mais fortemente com os clientes, envolvendo-os no processo de criação de produtos e serviços, a precificação precisa ser flexível, orientada pela demanda, o conceito de ponto mudou para a distribuição ponto a ponto e a promoção que antes era uma comunicação unidirecional da empresa para o consumidor passou a ser um diálogo, onde empresa e cliente conversam permanentemente.

O livro reforça que este novo ambiente digital muda constantemente, por isso é preciso experimentar sempre e avaliar os resultados através de métricas de produtividade que permitam um aprimoramento permanente do marketing maximizando os resultados obtidos e o retorno dos investimentos.

A parte final do livro é dedicada a orientar a aplicação de táticas de marketing na economia digital e traz como principal alerta a centralidade do cliente. O marketing tem que concentrar todo o esforço pensando nas pessoas para obter o “UAU!”, que é a expressão que representa o encantamento do cliente diante de uma grande satisfação.

Marketing 4.0 é uma obra obrigatória para você entender melhor como alinhar estratégias on-line e off-line para viabilizar a evolução do seu negócio, o desenvolvimento de melhores estratégias e a busca permanente da satisfação do cliente, através de experiências encantadoras que o engajem e o realizem.

 

**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ENB.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui