Cresce a busca pelo uso do Imposto de Renda para compra de veículos e equipamentos, diz Banco do Nordeste

Foto de Lukas no Pexels

Benefício permite reinvestir na própria empresa 30% do valor que seria pago à Receita Federal. O volume de depósitos no Banco do Nordeste para essa finalidade subiu 68% em 2022

A utilização do Imposto de Renda devido de pessoas jurídicas para a aquisição de carros, maquinários e equipamentos está sendo alvo de atenção dos empresários no início de 2022. De janeiro a março, o Banco do Nordeste registrou o depósito de R$ 148,6 milhões nas contas especiais destinadas a reinvestimento. No mesmo período do ano passado, os depósitos somaram apenas R$ 87,8 milhões. No comparativo dos dois períodos, destaca-se relevante alta de 68%.

FIEC
fico
rpb-1

O Reinvestimento do IR é um benefício disponibilizado às empresas localizadas na área da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) que permite utilizar até 30% do Imposto de Renda devido, calculado sobre o lucro real, na compra de equipamentos e modernização de seu parque. Com isso, os valores que seriam pagos à Receita Federal podem ser utilizados pela empresa em um projeto de melhoria ou aumento de eficiência.

Para ter direito à utilizar o benefício, as empresas precisam indicar em sua declaração à Receita Federal a destinação dos valores do imposto a pagar. Em contrapartida, é preciso investir recursos próprios no mesmo projeto no valor de 50% do imposto a ser reinvestido.

“É importante ressaltar que o depósito na conta vinculada do reinvestimento pode ser feito a qualquer momento pelas empresas, observando o calendário de pagamento do imposto de renda. Então se, por exemplo, o regime de recolhimento de uma empresa for trimestral ela ainda pode fazer essa destinação até junho, setembro e dezembro”, destaca a gerente do Ambiente de Distribuição e Suporte de Fundos de Investimento do Banco do Nordeste, Valdiane Pessoa.

Os valores são depositados em uma conta no Banco do Nordeste e são remunerados diariamente pela taxa Selic até o momento da liberação dos recursos autorizados pela Sudene. A autorização para a compra de equipamentos depende de aprovação de um projeto executivo submetido à Superintendência. Atualmente, o Banco do Nordeste possui 864 contas abertas por 375 empresas beneficiárias do reinvestimento do imposto de renda. Ao todo, as contas somam R$ 546,7 milhões.

As empresas dos setores industrial, agroindustrial, de infraestrutura e turismo podem utilizar o benefício. A empresa precisa ter, pelo menos, uma unidade instalada na área de atuação da Sudene, que compreende totalmente os estados nordestinos e, parcialmente, os estados de Minas Gerais e do Espírito Santo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui