Dólar encosta em R$ 5,08, mas fecha a semana em queda

(Foto:Karolina Grabowska/Pexels)

Num dia de preocupações com a temperatura da guerra entre Rússia e Ucrânia elevando, a moeda americana subiu após duas baixas seguidas, mas ficou abaixo de R$ 5,10 e fechou a semana com queda. A bolsa de valores também caiu.

O dólar comercial fechou a sexta-feira (4) vendido a R$ 5,078, com alta de R$ 0,05 (+1%). Na máxima do dia, por volta das 13h30, a cotação atingiu R$ 5,10, mas perdeu força ao longo da tarde, com a entrada de fluxos impulsionados pela alta no preço das commodities.

fico
rpb-1
PM Fortaleza1

Apesar da alta de ontem, o dólar fechou a semana com queda de 1,51%. Em 2022, acumula recuo de 8,93%. Neste ano, o real está tendo o melhor desempenho entre as principais moedas perante o dólar.

Dia de tensão

No mercado de ações, o índice Ibovespa, da B3, fechou o dia aos 114.474 pontos, com queda de 0,6%. A baixa foi puxada por ações de bancos, com papéis de petroleiras, mineradoras e outras exportadoras de commoditiessubindo e impedindo um recuo ainda maior do índice.

O dólar teve um dia de alta em todo o planeta, com os investidores em busca de segurança. A busca pela moeda norte-americana atingiu até o euro, que caiu para R$ 5,53 e encerrou com a menor cotação desde março de 2020. O rublo (moeda da Rússia) desvalorizou-se 20% na segunda semana do conflito no leste europeu.

Apesar da alta global do dólar, o Brasil tem se beneficiado da valorização das commodities, com a demanda por matérias-primas em alta. Além disso, investidores estão tirando dinheiro da Rússia para aplicar em outros países emergentes, o que também traz fluxos externos para o mercado financeiro brasileiro.

*Com informações da Reuters/Agência Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui