Como vive o golpista que fingiu ser herdeiro da Gol Linhas Aéreas

Como vive o golpista que fingiu ser herdeiro da Gol Linhas Aéreas
Foto: Amaury Jr.

Marcelo Nascimento da Rocha (46) foi um dos golpistas mais notórios do Brasil entre as décadas de 1990 e 2000. Ao longo de sua trajetória no crime, ele foi piloto de avião para o narcotráfico e também realizou diversos golpes de estelionato, para tanto assumindo identidades falsas.

Recifolia 

FIEC
ci-1
rpb-1

Em Recife, em novembro de 2001, durante uma festa de carnaval fora de época, o Recifolia, ele assumiu a identidade de Henrique Constantino, filho do proprietário da Gol Linhas Aéreas e um dos diretores da companhia. A Gol era uma das principais patrocinadoras do evento que contava com a participação de diversas celebridades, entre elas os atores Ricardo Macchi, Marcos Frota, Maria Paula, Carolina Dickmann, Joana Prado e o apresentador Amaury Junior.

No evento, ele chegou de helicóptero e acompanhado de dois seguranças, conseguindo enganar o empresário Edson Sá, dono camarote Flying Horse, que lhe deu passe VIP para o seu espaço naquele evento. Lá ele também fez amizade com o ator Ricardo Macchi, que o apresentou a outras celebridades e o acompanhou durante boa parte do evento. Segundo Marcelo, quando chegou ao local da festa, antes mesmo de se apresentar como personalidade dos negócios, foi ignorado por todos, inclusive o apresentador de TV Amaury Jr. que teria esnobado Marcelo quando este tentou cumprimentá-lo, mas que, posteriormente quando assumiu a identidade de empresário, passou a ser “paparicado” e assediado pelo apresentador que realizava a cobertura de mídia do evento naquela ocasião. O impostor chegou a dar várias entrevistas ao vivo e gravadas em rede nacional para o programa do apresentador, assumindo a identidade de Henrique Constantino e falando com propriedade sobre a companhia aérea e suas operações. 

Jatinho

Após o evento, ele alugou um jato da empresa Líder e voou para o Rio de Janeiro para se reunir com um grupo de celebridades, as quais tinha ganhado a amizade no evento dias antes. Porém, no controle da Polícia Federal do Aeroporto Santos Dumont, ele chamou a atenção dos policiais e foi preso.

Em depoimentos na Justiça Federal, o juiz, o promotor e os assistentes que atuaram no caso não esconderam o espanto bem como as suas risadas ao tomar conhecimento dos pormenores do episódio.

Outros golpes

Marcelo também já se passou por guitarrista do Engenheiros do Hawaii, líder de rebelião representante do Primeiro Comando da Capital (PCC) e Comando Vermelho, entre outras dezenas de identidades falsas, o que fez ganhar prestígio e diversos benefícios. 

Ele cumpriu pena no sistema prisional do Mato Grosso e sua história já foi retratada no filme VIPs, na Netflix, e, atualmente, Marcelo é palestrante e escreve livros.

A sua ousadia é comparada a do ex-golpista norte-americano Frank Abagnale Jr.

Confira entrevista ao apresentador Amauri Jr., quem ele também enganou:

Fonte: Wikipedia e YouTube.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui