Golpe do empréstimo consignado cresceu 165% em 2021

O consignado é um tipo de empréstimo que desconta o valor da parcela diretamente do contracheque, holerite ou benefício do INSS. Foto de Liliana Drew no Pexels

Em 2021, as fraudes contra clientes de bancos cresceram 165%, e muitas delas tiveram como alvo idosos e pessoas que, antes da pandemia e do isolamento social, não eram tão familiarizadas com operações financeiras no ambiente virtual.

Esse é o caso do golpe do empréstimo consignado, que tem servido como isca para criminosos atraírem funcionários públicos, aposentados e pensionistas do INSS. O consignado é um tipo de empréstimo que desconta o valor da parcela diretamente do contracheque, holerite ou benefício do INSS.

FIEC
ci-1
rpb-1

Ele costuma ser oferecido para funcionários públicos, aposentados e pensionistas, e normalmente tem condições mais vantajosas que outras linhas de crédito, dado o baixo risco de inadimplência. No início de 2022, o INSS divulgou um alerta para golpes envolvendo o consignado.

As abordagens costumam envolver falsos funcionários de instituições financeiras ou do próprio INSS oferecendo vantagens exageradas para esse tipo de empréstimo.

Na maioria dos casos, os criminosos entram em contato com a vítima como se fossem instituições financeiras oferecendo empréstimo consignado com condições extremamente vantajosas, desde o valor disponível para contratação até taxas de juros bastante reduzidas.

Quando a pessoa se interessa pela oferta e decide contratar o empréstimo, os golpistas pedem que ela faça um depósito antecipado para que o valor seja liberado.

Em outras situações, supostos funcionários do INSS ligam ou enviam e-mails para os beneficiários pedindo seus dados pessoais e bancários. Depois, os golpistas utilizam essas informações para abrir contas fraudulentas e até mesmo conseguir cartões de crédito e empréstimos como se fossem a vítima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui