Veja o rendimento do CEO da APPLE em 2021

rendimento do CEO da APPLE em 2021
Foto: Wikipedia

Na última quinta-feira (6), foi publicada uma declaração de procuração da Apple que revelou o montante que o CEO da companhia, Tim Cook, recebeu de salário, incentivos e ações no ano de 2021. Segundo o informe, o executivo embolsou US$ 98,73 milhões, o equivalente a R$ 557 milhões.

O valor é a soma do salário base de US$ 3 milhões (R$ 16,94 milhões), incentivos de US$ 12 milhões (R$ 68 milhões) e US$ 82 milhões (R$ 463 milhões) em prêmios de ações e o dinheiro de reembolso gasto para cobrir itens como segurança e voos em jatos privados, já que o estatuto da companhia não permite que seu CEO realize viagens em voos comerciais desde 2017.

FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

Aumento

Conforme publicação do MacRumors.com, portal americano que agrega notícias e reportagens relacionadas a Apple, esse valor é seis vezes maior do que seu salário de US$ 14 milhões (R$ 79 milhões) em 2020, sendo que não inclui os mais de US$ 750 milhões em ações compradas este ano como a parte final de um pacote de dez anos que Cook recebeu quando assumiu a companhia.

Ações

O executivo também tinha mais de 5 milhões de ações adquiridas em 2021, o que lhe rendeu um total de US$ 754 milhões. Como foram concedidos em anos anteriores, os US$ 754 milhões não contam como parte de seu pacote de compensação de 2021.

Carreira

Tim Cook passou seis meses na Compaq como vice-presidente Corporativo de Materiais antes de ser contratado por Steve Jobs para a Apple. Inicialmente, foi Vice-Presidente Sênior de operações na internet. Antes disso, Cook atuou como diretor de operações (COO) de Eletrônica Inteligente, e passou 12 anos na IBM como diretor. Em janeiro de 2007, Cook foi promovido a COO.

Tim foi CEO da Apple por dois meses em 2004, enquanto Steve Jobs se recuperava de uma cirurgia relacionada a um câncer no pâncreas. Tim Cook novamente em 2009 atuou como CEO da Apple, por vários meses, enquanto Steve Jobs tirou uma licença para um transplante de fígado.[4] Cook também atua no Conselho de Administração da Nike.

É apontado como um dos grandes responsáveis pela reestruturação da Apple em seu período mais crítico, quando buscou fornecedores externos para descentralizar a montagem de boa parte dos produtos da empresa, aliviando a pressão financeira sobre o caixa da companhia.

Em janeiro de 2011, a mesa diretora da Apple aprovou uma terceira licença médica, solicitada por Steve Jobs. Durante esse tempo, Tim Cook foi responsável pela maior parte das operações diárias, da empresa, enquanto Jobs ficou a cargo apenas das decisões mais importantes. Em 24 de agosto de 2011, Tim Cook foi convidado a ser o próximo CEO da Apple por Steve Jobs, depois de este renunciar ao cargo. Em 5 de outubro de 2011, Steve Jobs o antigo CEO da Apple morreu aos 56 anos vítima de um câncer no pâncreas.

Desde agosto de 2011, ocupa o cargo antes ocupado por Steve Jobs. Iniciou sua carreira na empresa em março de 1998. Foi COO (Chief Operating Officer) de 2004 até 2011. Sua principal responsabilidade é a gestão diária das operações da empresa.

Fonte: Portal Minha Operadora e Wikipedia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui