Risco deve ser uma estratégia de desenvolvimento dos negócios

Na opinião de Juam Rosa, CEO da Complement Consultoria, o ditado "Quem não arrisca, não petisca" pode ser um lema para os empreendedores. Foto de fauxels no Pexels

No mundo dos investimentos e do empreendedorismo, o risco é algo que deve ser encarado como comum e muitas vezes necessário. Nesse sentido, muitas vezes é importante para empreendedores e profissionais deixarem o medo de lado e pensarem estrategicamente em como os riscos podem ser benéficos para os negócios.

O ditado “Quem não arrisca, não petisca” pode ser um lema para os empreendedores. Segundo Juam Rosa, CEO da Complement Consultoria, a vontade de se preparar deve ser maior do que o desejo de vencer. “Saber lidar com riscos tornou-se uma habilidade importante nos tempos de alta competitividade. Acredito que aqueles que se preparam e pensam nas possibilidades e probabilidades de maneira rápida com base na razão, podem obter excelentes resultados”, argumenta.

fico
rpb-1
PM Fortaleza1

Para os especialistas no assunto, assumir riscos é fundamental para equipes e empresas de alto desempenho. Esse fator costuma gerar adrenalina e motivação, por isso é algo visto positivamente por muitos gestores. Embora adiar decisões e permanecer na zona de conforto possa oferecer sensação de tranquilidade, também pode ocasionar a perda de oportunidades.

Alguns setores, no entanto, podem prosperar com os riscos mais do que outros. É o caso de supermercados, farmácias, empresas de telecomunicação, e-commerce,  área de saneamento, distribuidoras de energia. Em contrapartida, áreas como a da aviação, turismo, bares, restaurantes, shoppings e vestuário são os de maior risco atualmente.

Juam recomenda a todos os empreendedores que corram riscos calculados. “Risco é a possibilidade ou a probabilidade de algo que pode vir a acontecer. Alguns pontos tornam ainda mais clara a importância dele. É preciso acreditar que a estratégia vai dar certo e calcular prós e contras, sabendo lidar com eles. O planejamento, quando bem executado, diminui as chances de erros, além disso, é fundamental empregar bem os recursos humanos e financeiros para obter bons resultados”, ressalta o CEO.

Confira algumas das dicas do especialista:

Dê atenção aos principais riscos: depois de feita a matriz de riscos, é possível compreender quais são os riscos que mais oferecem perigo e começar a buscar mais informações, trabalhando com foco em riscos potenciais.

Encontre soluções: se conseguir encontrar soluções eficientes antes mesmo de sofrer as complicações, é possível minimizar os impactos negativos. Essa é a melhor forma de trabalhar com riscos calculados. Com uma resolução sempre engatilhada, a sua empresa consegue colocar em prática os seus projetos com mais tranquilidade.

Mensure os resultados: para melhorar ainda mais a gestão de riscos é necessário mensurar os resultados conquistados. Uma boa maneira é fazendo uma análise sobre todos os riscos corridos e a forma como os projetos foram executados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui