Pix Saque e Pix Troco já estão disponíveis para os brasileiros

O limite máximo das transações do Pix Saque e do Pix Troco será de R$ 500,00 durante o dia, e de R$ 100,00 no período noturno (das 20h às 6h).
O limite máximo das transações do Pix Saque e do Pix Troco será de R$ 500,00 durante o dia, e de R$ 100,00 no período noturno (das 20h às 6h).

Os investimentos do Banco Central no Pix não param. Nesta segunda-feira, 29, a ferramenta de transação bancária ganhou mais duas funcionalidades: o Pix Saque e o Pix Troco. A oferta dos dois novos produtos da ferramenta aos usuários é opcional, cabendo a decisão final aos estabelecimentos comerciais, às empresas proprietárias de redes de autoatendimento e às instituições financeiras.

De acordo com o BC, não haverá cobrança de tarifas para clientes pessoas naturais (pessoas físicas e microempreendedores individuais) por parte da instituição detentora da conta de depósitos ou da conta de pagamento pré-paga para a realização do Pix Saque ou do Pix Troco em até oito transações mensais.

FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

A partir da nona transação realizada por mês, as instituições financeiras ou de pagamentos detentoras da conta do usuário pagador podem cobrar uma tarifa pela transação. O limite máximo das transações do Pix Saque e do Pix Troco será de R$ 500,00 durante o dia, e de R$ 100,00 no período noturno (das 20h às 6h).

Por meio do Pix Saque, os usuários podem fazer saques em locais como padarias, lojas de departamento e supermercados. De acordo com informações da Agência Brasil, para ter acesso aos recursos em espécie, o cliente fará um Pix para o agente de saque, em dinâmica similar à de um Pix normal, a partir da leitura de um QR Code ou do aplicativo do prestador do serviço.

As modalidades são bem parecidas. A diferença é que, no Pix Troco, o saque de recursos em espécie pode ser feito durante o pagamento de uma compra ao estabelecimento. Nesse caso, o Pix é feito pelo valor total, ou seja, da compra mais o saque. No extrato do cliente aparecerá o valor correspondente ao saque e à compra.

O Pix foi criado em 2020 e teve como principal objetivo incluir a população sem conta bancária no sistema financeiro. Antes da implantação dessa ferramenta, mais de 45 milhões de brasileiros não possuíam conta em banco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui