Semana da Segurança Digital orienta população sobre golpes

O objetivo dessa ação é promover a conscientização da sociedade para uso dos canais digitais de forma segura, orientando sobre como se prevenir dos principais golpes e fraudes digitais que tanto dão dor de cabeça aos consumidores e geram prejuízos financeiros.
O objetivo dessa ação é promover a conscientização da sociedade para uso dos canais digitais de forma segura, orientando sobre como se prevenir dos principais golpes e fraudes digitais que tanto dão dor de cabeça aos consumidores e geram prejuízos financeiros.

 

A Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN), mais 25 bancos associados e a Acrefi (Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento) realizam, até o dia 29 de outubro, a 2ª edição deste ano da Semana da Segurança Digital. 

FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

O objetivo dessa ação é promover a conscientização da sociedade para uso dos canais digitais de forma segura, orientando sobre como se prevenir dos principais golpes e fraudes digitais que tanto dão dor de cabeça aos consumidores e geram prejuízos financeiros.

Esta é a quarta edição da Semana da Segurança Digital, e o setor bancário se alinha mais uma vez a ações similares desenvolvidas tanto Estados Unidos desde 2003, como na Europa, desde 2012, e que envolvem vários setores da economia. Durante este período, os participantes divulgarão dicas de como se prevenir dos principais golpes e fraudes digitais. Cada participante desenvolverá livremente suas ações de conscientização para seus clientes, usando a hashtag #SemanadaSegurançaDigital.

articipam desta edição da Semana da Segurança Digital: Acrefi, Afinz, Banco do Brasil, Banco de Brasília, Banco do Estado do Pará, Banco Master, Banco Nordeste do Brasil, Banese, Banestes, Banrisul, BMG, Bradesco, BS2, Caixa, Digimais, Genial ,Itaú Unibanco, Mercantil, Pan, Pine, Safra, Santander, Sicoob, Sicredi, Toyota e XP. 

“Os bancos brasileiros atuam em várias frentes com o objetivo de contribuir para o combate aos golpes e fraudes e promovem constantemente campanhas educativas para disseminar a importância da segurança online no Brasil. As instituições investem anualmente cerca de R$ 2,5 bilhões em cibersegurança para que nossos clientes façam suas transações bancárias com total tranquilidade em seu dia a dia”, afirma Isaac Sidney, presidente da FEBRABAN. 

A Federação lançou no último dia 13 em redes de TVs abertas e fechadas sua campanha de marketing para alertar e orientar a população a se prevenir de fraudes intitulada Pare & Pense #Pode ser Golpe. A campanha traz informações e dicas para que clientes bancários se protejam de golpes aplicados por criminosos atualmente, como o do falso motoboy, da troca de cartão, de pedidos de dinheiro pelo WhatsApp e da falsa central ou do falso funcionário de banco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui