Portal CREDIMEI facilita acesso dos pequenos negócios a serviços e produtos financeiros

Através da plataforma, microempreendedores individuais, além de donos de micro e pequenas empresas podem solicitar soluções de produtos e serviços financeiros
Através da plataforma, microempreendedores individuais, além de donos de micro e pequenas empresas podem solicitar soluções de produtos e serviços financeiros

Uma das maiores dificuldades dos microempreendedores e donos de pequenos negócios no Brasil é acessar boas opções de crédito junto às instituições financeiras e bancos. Com objetivo de oferecer melhores garantias para pequenos negócios e democratizar o acesso ao crédito, o governo federal, em parceria com o Sebrae, criou o Programa de Simplificação do Acesso a Produtos e Serviços Financeiros para os Pequenos Negócios (CRED+), também conhecido como CREDMEI.

Através da plataforma, microempreendedores individuais, além de donos de micro e pequenas empresas podem solicitar soluções de produtos e serviços financeiros, como: acesso a crédito para ampliação de negócios, conta corrente para pessoa jurídica, cartão de crédito ou débito empresarial, máquinas de débito e crédito para facilitar a venda de produtos e prestação de serviços, entre outras opções. Com os dados cadastrados, a plataforma aproxima pequenos negócios das instituições financeiras e garante que o acesso a esses serviços fique mais simples e seja feito de maneira totalmente digital.

FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

Para acessar a plataforma é preciso estar cadastrado no site do Governo Federal e estar com os dados atualizados. É importante também que o empreendedor tenha em mãos, na hora de solicitar o serviço, um documento de identidade, um comprovante de residência e a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI) para efetuar o pedido. Com o cadastro feito, basta acessar a página do programa e clicar em “Faça sua solicitação”.

Após feita a solicitação do produto ou solução desejada, a instituição financeira recebe a documentação e passa para fase de análise. Caso aprovada, a instituição entrará em contato com o empreendedor para orientá-lo na assinatura do contrato.

Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o objetivo da iniciativa é abreviar e simplificar o processo que os pequenos negócios precisam cumprir para ter acesso a esses serviços. “Essa parceria entre Sebrae e governo federal reconhece o papel estratégico do MEI e das micro e pequenas empresas para a nossa economia. Nesse momento em que a inflação e a falta de insumos ameaçam o movimento de retomada, precisamos facilitar ao máximo a vida do empreendedor que tem sido o grande responsável pela manutenção do emprego e pelo movimento da economia”, destaca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui