IPCA de setembro é o maior desde 1994

No ano, o IPCA acumula alta de 6,90% e, nos últimos 12 meses, de 10,25%, segundo o IBGE.
No ano, o IPCA acumula alta de 6,90% e, nos últimos 12 meses, de 10,25%, segundo o IBGE.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), índice que mede a inflação oficial do país, subiu 1,16% em setembro. De acordo o boletim divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), essa foi a maior variação para o mês desde 1994, quando o Plano Real foi instituído no país. 

No ano, o IPCA acumula alta de 6,90% e, nos últimos 12 meses, de 10,25%, segundo o IBGE. O IPCA  mede o aumento generalizado dos preços no país, ou seja, de produtos e serviços. Quando o índice sobe, isso significa que, ao observar os valores dos itens no último mês, o IBGE notou que eles aumentaram, de maneira geral, em relação ao mês anterior.

FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

O valor de 1,16% significa, na prática, que se você pagava R$ 100 por determinado produto em agosto, em setembro pagou R$ 101. Pode parecer pouco, mas em grandes escalas isso representa uma mudança muito significativa – especialmente se considerarmos que isso aconteceu de um mês para o outro.

Importante lembrar que 1,16% representa a média da alta dos preços, então há itens que podem ter subido mais do que isso, enquanto outros subiram menos. Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE, oito tiveram alta em setembro. O maior impacto veio da habitação, que subiu 2,56%. Na sequência, vieram transportes (1,82%) e alimentação e bebidas (1,02%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui