Criptomoeda-meme dispara e investidor ganha R$ 415 milhões em cinco dias

Segundo o WhaleStats, uma única carteira comprou mais de 6 trilhões de SHIB no final da última semana, que, naquele momento, eram equivalentes a 43,8 milhões de dólares (240 milhões de reais).
Segundo o WhaleStats, uma única carteira comprou mais de 6 trilhões de SHIB no final da última semana, que, naquele momento, eram equivalentes a 43,8 milhões de dólares (240 milhões de reais).

As criptomoedas-meme, ativos digitais que surgem como brincadeira ou inspiradas em memes, são um setor aquecido no mercado cripto. Uma das principais representantes deste grupo, a shiba inu (SHIB), criptomoeda que tem a raça de cachorro como nome, vive um momento de alta acentuado.

Segundo o WhaleStats, uma única carteira comprou mais de 6 trilhões de SHIB no final da última semana, que, naquele momento, eram equivalentes a 43,8 milhões de dólares (240 milhões de reais).

FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

Cinco dias depois, o preço do criptoativo praticamente triplicou, saltando de US$ 0,000007 para US$ 0,000020. A criptomoeda é a 25ª maior do mundo, com valor de mercado superior a 7,4 bilhões de dólares, e está listada em grandes corretoras como Coinbase, Binance e Huobi.

Apenas nas últimas 24 horas, o token SHIB subiu quase 90%, multiplicando também o investimento milionário feito pelo comprador anônimo, que viu seus 44 milhões de dólares se transformarem em 120 milhões (655 milhões de reais) em menos de uma semana, gerando lucro de quase 76 milhões de dólares (415 milhões de reais) em apenas cinco dias.

Além da compra milionária, outro fator que pode estar por trás do movimento de alta é o Elon Musk, que compartilhou nas redes sociais, no domingo, uma foto do seu cachorro, da raça shiba inu.

As criptomoedas-meme vivem basicamente disso, uma brincadeira. Mesmo a mais popular delas, a dogecoin, foi criada sem nenhum propósito além da diversão e só começou a se propor como meio de pagamento após o seu crescimento acentuado do início do ano.

Na onda da dogecoin, vários outros projetos surgiram, entre eles o shiba inu e milhares de outras criptomoedas que fazem referências a animais, memes e piadas de modo geral. Como qualquer criptoativo, o seu preço varia de acordo com oferta e demanda, então, enquanto houver gente disposta a participar da brincadeira, é provável que criptos desse tipo continuem a se valorizar.

O risco, claro, também é muito maior, já que esse tipo de ativo não apresenta soluções para problemas do mundo real, como fazem as criptos como bitcoin, ether, cardano e muitos outros.

Fonte: Exame

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui