Google vai mostrar anúncios feitos na internet por grandes e pequenas marcas 

O catálogo de anúncios pode dar aos consumidores – e anunciantes – uma visão mais abrangente da criatividade de marcas grandes
O catálogo de anúncios pode dar aos consumidores – e anunciantes – uma visão mais abrangente da criatividade de marcas grandes.

Na quarta-feira, 22, o Google anunciou, nos Estados Unidos, uma atualização que mostrará aos consumidores mais dados, incluindo uma biblioteca de anúncios de uma marca que foi veiculada nas plataformas do Google, como o YouTube, nos 30 dias anteriores. As informações são do site Meio e Mensagem. 

O catálogo de anúncios pode dar aos consumidores – e anunciantes – uma visão mais abrangente da criatividade de marcas grandes como Nike e McDonald’s e também pequenas, como empresas locais. O Google está chamando os catálogos de anúncios de “páginas de anunciantes” e eles estarão acessíveis por meio da guia “sobre este anúncio” que acompanha os anúncios no YouTube e na pesquisa.

FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

“Imagine que você está vendo um anúncio de um casaco no qual está interessado, mas não reconhece a marca”, disse o Google em seu anúncio na quarta-feira, 22. “Com as páginas do anunciante, você pode aprender mais sobre aquela marca antes de visitar seu site ou fazer uma compra.”

Nos últimos anos, as principais empresas de publicidade na Internet têm fornecido mais informações sobre como funciona a segmentação de seus anúncios e quais dados informam essa segmentação, além da agência criativa por trás desses anúncios. O Google e o Facebook têm se concentrado particularmente em compartilhar mais informações sobre anúncios políticos e ambas as empresas fornecem divulgações detalhadas sobre anúncios políticos e baseados em questões por meio de bibliotecas online.

A biblioteca de anúncios do Facebook , lançada em 2019, é um arquivo pesquisável que mostra todas as campanhas publicitárias atuais, incluindo as não políticas. Há menos informações sobre a publicidade tradicional (não política), mas ainda assim é possível ter uma ideia do tipo de marketing que está sendo feitos nos aplicativos.

As novas páginas de anunciantes do Google aparecerão apenas quando um anúncio de uma marca específica for exibido a um usuário. Não será, portanto, um arquivo pesquisável. Mas se um usuário vir um anúncio de um restaurante ou fabricante de roupas, por exemplo, a peça será vinculada ao histórico de publicidade de 30 dias dessa marca.

Esses tipos de ferramentas estão surgindo à medida que as plataformas ouvem os críticos que estão preocupados com o lado mais sombrio da publicidade na Internet. Existem preocupações sobre atores fraudulentos que vendem produtos falsificados ou produtos médicos prejudiciais, especialmente durante a pandemia de Covid-19, e a transparência pode fornecer aos consumidores mais informações sobre as entidades que fazem a publicidade.
Um subproduto do aumento da transparência, porém, é que as grandes marcas também estão sujeitas às mesmas regras e estão abertas a um maior escrutínio de seus próprios materiais de marketing.

A atualização do Google é uma continuação das mudanças que a empresa implementou no início deste ano sob um programa de verificação de identificação do anunciante. Todos os anunciantes tiveram que confirmar suas identidades e origens comerciais para anunciar nas propriedades do Google.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui