Solange Ribeiro é nomeada vice-presidente do Conselho do Pacto Global da ONU 

O Conselho do Pacto Global da ONU desempenha um importante papel consultivo na definição de suas iniciativas, que atua como o carro-chefe das Nações Unidas para a ação empresarial responsável.
O Conselho do Pacto Global da ONU desempenha um importante papel consultivo na definição de suas iniciativas, que atua como o carro-chefe das Nações Unidas para a ação empresarial responsável.

O Secretário-geral da ONU, António Guterres, anunciou a nomeação de Solange Ribeiro, Diretora-Presidente Adjunta da Neoenergia, como a nova vice-presidente do Conselho do Pacto Global da ONU. O Pacto Global da ONU é a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo. Seu Conselho se reúne duas vezes ao ano e incentiva seus representantes a participarem dos assuntos relevantes ao planeta e à sociedade.

A brasileira Solange Ribeiro tem mais de 30 anos de experiência no setor elétrico. Ela irá trabalhar como Vice-presidente ao lado de Paul Polman, Cofundador e Presidente do IMAGINE, cujo mandato foi prorrogado por mais três anos pelo Secretário-geral. Polman deu boas vindas à nova vice-presidente do Conselho e destacou a experiência de Solange Ribeiro no setor de energia. 

FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

“À nossa nova vice-presidente, Solange Ribeiro, desejo boas-vindas. Sua vasta experiência no setor de energia e compromisso de longa data com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável serão um grande trunfo para este Conselho e nossa missão comum”, disse o Secretário-geral.

Sanda Ojiambo, CEO e Diretora-executiva do Pacto Global da ONU, falou sobre a importância do setor de energia para sanar a crise climática global. “O setor de energia é crucial para responder à crise climática mundial, desta forma, Solange será importante para orientar as empresas participantes do grupo sobre a inovação e as etapas necessárias para promover a descarbonização na economia global nas das próximas três décadas”, informou. 

Em comentário sobre sua indicação, Solange Ribeiro falou sobre a honra de receber o convite e sobre o trabalho que pretende desenvolver no Conselho. “É uma honra me tornar membro do Conselho. Estou convicta de que acelerar o impacto global das empresas em relação aos Dez Princípios e aos ODS é uma agenda poderosa, que pode envolver várias partes interessadas em todo o mundo, promovendo a transformação do atual contexto ambiental e social que enfrentamos. Estou animada para continuar trabalhando nesta importante agenda na esperança de entregar contribuições valiosas para a ambição estratégica do Pacto Global da ONU”, relatou. 

O Conselho do Pacto Global da ONU desempenha um importante papel consultivo na definição de suas iniciativas, que atua como o carro-chefe das Nações Unidas para a ação empresarial responsável. Projetado como um órgão com várias partes interessadas, o Conselho fornece consultoria estratégica e política contínua. 

O Conselho é presidido pelo Secretário-geral da ONU e os membros do Conselho são considerados vencedores que desejam e são capazes de levar avante a missão do Pacto Global da ONU. Eles atuam a título pessoal, honorário e não-remunerado.

Como uma iniciativa especial do Secretário-Geral da ONU, o Pacto Global das Nações Unidas é um apelo às empresas em todo o mundo para que alinhem suas operações e estratégias com os Dez Princípios nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. 

O objetivo do Pacto é acelerar e dimensionar o impacto coletivo global dos negócios, defendendo os Dez Princípios e cumprindo as Metas de Desenvolvimento Sustentável por meio de empresas responsáveis e ecossistemas que possibilitem mudanças. Com mais de 13.000 empresas e 3.000 signatários não-comerciais baseados em mais de 160 países e 70 redes locais, o Pacto Global da ONU é a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo – um Pacto Global que une negócios por um mundo melhor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui