Qatar Airways lança serviço interligando Zâmbia a Zimbábue

A companhia aérea demonstrou seu compromisso com a África durante a pandemia, tendo aumentado significativamente sua rede com a adição de quatro rotas para as cidades de Accra, Abidjan, Abuja e Luanda, e reiniciando os serviços para Alexandria, Cairo e Cartum.
A companhia aérea demonstrou seu compromisso com a África durante a pandemia, tendo aumentado significativamente sua rede com a adição de quatro rotas para as cidades de Accra, Abidjan, Abuja e Luanda, e reiniciando os serviços para Alexandria, Cairo e Cartum.

A Qatar Airways lançou um novo serviço interligado entre Doha e Lusaka (Zâmbia) e Harare (Zimbábue). De acordo com o site PanRotas, o novo serviço foi inaugurado com o Airbus 350-900 da companhia, com 36 assentos na premiada Qsuite Business Class e 247 assentos na classe econômica.

A companhia aérea demonstrou seu compromisso com a África durante a pandemia, tendo aumentado significativamente sua rede com a adição de quatro rotas para as cidades de Accra, Abidjan, Abuja e Luanda, e reiniciando os serviços para Alexandria, Cairo e Cartum, operando em 27 destinos em 21 países. 

FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

No início deste mês, a Qatar também assinou um acordo interline com a RwandAir, dando aos clientes maior acesso às redes combinadas de ambas as companhias.

“Temos planos ambiciosos para a África, uma das regiões com crescimento mais rápido no mundo, com o aumento da demanda dos consumidores e abundância de recursos naturais. Vemos um enorme potencial, não apenas nas viagens ao Zimbábue e à Zâmbia, mas também no tráfego de entrada vindos da Índia, do Reino Unido e das Américas”, disse o CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker.

Al Baker informou ainda que o objetivo da companhia é fortalecer as ligações comerciais e turísticas. “Esperamos fortalecer as ligações comerciais e turísticas entre o Zimbábue e a Zâmbia e os destinos da rede da Qatar Airways, além de aumentar continuamente essas rotas para apoiar a recuperação do Turismo e do comércio na região”, disse o CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui