Igor Queiroz doa mil livros a projeto de reinserção social de pessoas em privação de liberdade apoiado pela FIEC

Nesta sexta-feira (06/08), o Industrial Igor Queiroz Barroso, Presidente do Conselho de Administração do Grupo Edson Queiroz, doou mil bíblias e mil terços ao Projeto Livro Aberto, da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).

A iniciativa foi intermediada pelo Presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Ricardo Cavalcante, que tem articulado junto ao setor produtivo apoio às políticas de ressocialização de pessoas privadas de liberdade. Foram entregues, ainda, ao titular da Secretaria da Administração Penitenciária, Luis Mauro Albuquerque, mil rosários a serem ofertados ao público beneficiado.

FIEC
ci-1
rpb-1

A solenidade aconteceu na Casa da Indústria e contou ainda com a presença de Cristiane Gadelha, responsável pela Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe); Paulo André Holanda, Diretor Regional do SENAI Ceará; Lucy Barbosa, representante do SESI Ceará; e Ana Karina Paiva Frota, Gerente do Centro Internacional de Negócios da FIEC.

“Agradeço ao Industrial Igor Queiroz pela doação. Para nós, é uma grande honra participar dessa parceria, pois estamos possibilitando, através da leitura, a qualificação dessas pessoas que, quando voltarem ao convívio social estarão qualificadas, com novas oportunidades para reconstruir suas vidas”, declarou Ricardo Cavalcante, que finalizou: “Igor, Industriais como você estão preocupados com algo maior, em melhorar a vida de toda a população do Ceará”.

“Fico feliz pelo Presidente Ricardo por ter me feito o pedido de doar livros. O meu coração foi tocado para doar mil bíblias, o livro mais importante da minha vida, para essas pessoas que estão nessa condição no sistema prisional. A leitura desse livro pode ser de fundamental importância para a mudança de suas vidas”, destacou Igor Queiroz, que também reforçou a ação com a entrega de mil terços e rosários.

Ações da FIEC junto à população do Sistema Prisional

Só de projetos desenvolvidos pelo SENAI-CE, já foram 12.030 vagas em cursos de Educação Profissional, em 601 turmas ofertadas, o que representa 51% da população carcerária estadual capacitada.
São 3.514 Internos que estão trabalhando em obras e manutenções nas unidades penais, a grande maioria é ex-aluno do SENAI, 300 internos empregados e, até o final deste ano, serão gerados 1 mil empregos diretos nas indústrias que se instalaram e estão em instalação nas unidades penais.

As doações possibilitarão a mudança de vida de pessoas em situação de privação de liberdade através do cumprimento da Lei Estadual n° 15.718/2014, a qual prevê remição da pena por meio da leitura. Nela, o preso escolhe, a cada mês, uma obra literária dentre os títulos selecionados. O apenado tem o prazo de 21 a 30 dias para apresentar o relatório de leitura ou resenha. Caso atinja nota igual ou superior a 6,0, o documento é aprovado pela Secretaria de Educação do Estado do Ceará (Seduc). Ao final de 12 obras lidas e avaliadas, ele terá a possibilidade de diminuir até 48 dias a cada 12 meses da pena.

Fonte: Comunicação SFIEC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui