É o olho do líder que engorda o seu time!!! – Por Fábio Vinícius

*Coluna Semanal – Por Fábio Vinícius – 04/08/21

Saudações pra ti! Quem vem acompanhando minha coluna, todas as quartas-feiras, já percebeu que gosto muito de usar situações que acontecem na vida real e que de fato faça sentido para o leitor. A ideia é dialogar contigo e como estamos em época de olimpíadas, não teria inspiração melhor para escrever do que associar tal evento a importância do líder em observar seus colaboradores.

FIEC
fico
rpb-1

Primeiramente cabe aqui uma explicação quanto ao tema. Longe de mim querer te chamar de gado, animal ou coisa parecida. Mas todo líder que se preza precisa “pastorear” sua equipe, caso contrário o colaborador pode se sentir inútil, desvalorizado e poderá ter o rendimento comprometido. 

Estudiosos da área de Recursos Humanos, garantem que a equipe é mensurada pela média do seu gestor, ou seja, gestor bem avaliado equipe produtiva. Mas o que isso tem a ver com as olimpíadas? Tuuudo a ver!

E vou evidenciar 3 situações: Assim como nas olimpíadas os líderes da empresa devem entender que até o seu melhor “atleta-colaborador” pode oscilar e cabe a ele perceber isso e sua atitude deve ser a do diálogo proporcionando um ambiente de resiliência, pois é necessário saber quais obstáculos o colaborador está tendo dificuldades.

Outra situação muito comum é ressignificar o erro. Fazer a equipe entender que errar gera aprendizado e se existe algo de errado é necessário aparar as arestas imediatamente, pois colaborador inseguro, equipe insegura e não brigará por medalhas. Muito dos resultados pífios, se deve à insegurança em desenvolver o trabalho.

E por fim, o resultado extraordinário vem através de ambientes saudáveis e com diálogos sinceros e comportamentos inspiradores, pois é sabido que falar convence, mas os exemplos arrastam multidões.

“O sucesso consiste em ir de derrota em derrota, sem perder o entusiasmo” – Winston Churchill

Até a próxima quarta, compartilhe! 

                                                                                Um beijo no teu coração, tchau!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Economic News Brasil.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui