Startup Superlógica é autorizada pelo BC a atuar como instituição financeira

A companhia também foi a primeira a oferecer, a partir de 2016, serviços de conta digital para condomínios e imobiliárias, por meio de sua plataforma financeira e tecnológica.
A companhia também foi a primeira a oferecer, a partir de 2016, serviços de conta digital para condomínios e imobiliárias, por meio de sua plataforma financeira e tecnológica.

A Superlógica, plataforma de gestão financeira e tecnológica para condomínios e imobiliárias, após anunciar sua recente fusão com a Ahreas, outra grande empresa do setor, e atingir a expressiva marca de 100 mil condomínios utilizando suas plataformas no Brasil, acaba de receber a autorização do Banco Central para se tornar uma instituição financeira. 

A companhia foi a pioneira a oferecer serviços financeiros como conta digital, emissão de boletos, PIX e cartão de crédito para o mercado condominial e imobiliário por meio de parceiros, mas a partir de agora, mediante autorização do Bacen, se torna uma instituição financeira que está conectada diretamente com o Sistema de Pagamento Brasileiro (SPB) e com o Sistema de Pagamento Instantâneo (SPI). 

FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

“Este é mais um passo na consolidação da Superlógica como a principal parceira tecnológica e financeira das administradoras de condomínios e imobiliárias. A partir deste momento nos tornamos ainda mais competitivos, com serviços financeiros mais completos e especializados, o que reforça a nossa credibilidade junto aos nossos clientes”, afirma André Baldini, Diretor de Negócios.

Como Instituição financeira, também está autorizada a realizar operações de crédito de forma independente. Recentemente, a empresa lançou o serviço Inadimplência Zero, que assume a inadimplência do condomínio, garantindo o recebimento do valor integral mensalmente, independente se os moradores pagaram a taxa ou não, eliminando completamente o efeito da inadimplência para o condomínio e para seus moradores. 

Atuando com cerca de 100 mil condomínios em todo o Brasil, além de gerenciar um volume de mais de 600 mil contratos de locação, a empresa transacionou R$14,6 bilhões em 2020 através de seus serviços financeiros e prevê um faturamento de mais de R$ 200 milhões em 2021. 

A companhia também foi a primeira a oferecer, a partir de 2016, serviços de conta digital para condomínios e imobiliárias, por meio de sua plataforma financeira e tecnológica, que combina seu software de gestão a serviços financeiros e traz ganhos de eficiência expressivos aos seus clientes. Agora, torna-se a primeira a fazê-lo de forma independente, com uma plataforma que atende desde pequenas empresas até grandes nomes de mercado.   

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui