Fercomércio e Sebrae buscam estratégias para fomentar o turismo do Ceará

o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio/CE (Cetur), se reuniu com o Sebrae Ceará para debater o desenvolvimento de ações voltadas para o segmento. 
o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio/CE (Cetur), se reuniu com o Sebrae Ceará para debater o desenvolvimento de ações voltadas para o segmento. 

 Após vivenciar uma das piores crises econômicas, causada pela pandemia do novo coronavírus, o turismo tenta se reerguer. Um dos setores mais afetados pela doença, se articula para pensar projetos e estratégias que visem, com efetividade, a retomada dessa atividade.  No Ceará, o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio/CE (Cetur), se reuniu com o Sebrae Ceará para debater o desenvolvimento de ações voltadas para o segmento. 

Conforme o presidente do Sistema Fecomércio, Luiz Gastão Bittencourt, este é apenas o início de um trabalho integrado que identificarão os pontos em comum entre as ações realizadas pelas instituições para o desenvolvimento dos polos turísticos do Estado. “O turismo é sem dúvidas um dos setores mais importantes para a economia, por isso temos que juntar todos os esforços para a recuperação desse segmento”, defendeu.

FIEC
Ouvidor Online
ci-1
rpb-1

Segundo a presidente do Cetur, Circe Jane Teles da Ponte, o encontro teve o objetivo de debater ações conjuntas para apoiar os empreendedores do turismo nas diversas regiões do Estado. A ideia é unir o projeto Rotas Turísticas do Sebrae com o Sistema Fecomércio, através dos cursos de capacitação do Senac e com o fomento ao Turismo Social realizado pelo Sesc. “Através dessa união teríamos uma governança local nas regiões das Rotas, formadas pelas Rotas das Emoções, Falésias, Mirantes da Ibiapaba, Verde do Café e do Cariri”, pontuou Circe Jane.

A presidente do Cetur destaca que a Fecomércio, através do Conselho, está cumprindo sua missão de estimular projetos e iniciativas com potencial de gerar resultados efetivos. “Queremos unir cultura local e turismo trabalhando a capacitação para os novos negócios e reestruturando os que já existem, com mão de obra qualificada, bem como identificar oportunidades nos 33 municípios envolvidos nas Rotas”, pontuou.

De acordo com o Sebrae, são 1.250 empreendimentos atendidos trabalhando os aspectos do produto, da governança e da promoção. Os objetivos são fomentar o turismo doméstico, fortalecer os territórios e articular as redes de fornecedores locais. Para o superintendente do Sebrae Ceará, Joaquim Cartaxo, Sesc, Senac e Sebrae já têm uma atuação forte na área do turismo, mas é possível encontrar pontos de convergências para potencializar ainda mais o trabalho dessas instituições.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui