Para os pesquisadores, parte do que explica a saída das mulheres do empreendedorismo está relacionada a questões estruturais agravadas pela pandemia como, por exemplo, o conjunto de normas sociais que atribui às mulheres a responsabilidade pelos cuidados domésticos e com filhos.
Para os pesquisadores, parte do que explica a saída das mulheres do empreendedorismo está relacionada a questões estruturais agravadas pela pandemia como, por exemplo, o conjunto de normas sociais que atribui às mulheres a responsabilidade pelos cuidados domésticos e com filhos.

De acordo com estudo do Sebrae divulgado em março de 2021, o Brasil perdeu 1,3 milhão de mulheres à frente de um negócio apenas no terceiro trimestre de 2020, chegando a 33,6% dos cerca de 25,6 milhões de empreendedores no país. A queda representa um retorno a patamares abaixo dos vistos em 2017.

Para os pesquisadores, parte do que explica a saída das mulheres do empreendedorismo está relacionada a questões estruturais agravadas pela pandemia como, por exemplo, o conjunto de normas sociais que atribui às mulheres a responsabilidade pelos cuidados domésticos e com filhos.

FIEC
Ouvidor Online
rpb-1
pw-1
FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

Diante deste cenário, a Aliança Empreendedora, organização que capacita e apoia gratuitamente microempreendedores formais e informais em comunidades e periferias de todo o país, por meio do Prêmio Tamo Junto, está capacitando e empoderando mulheres empreendedoras para continuarem reinventando e empreendendo, mesmo diante da crise econômica.

As inscrições para o Prêmio Tamo Junto vão até domingo, 20, e podem ser feitas no site (tamojunto.org.br/premio). Qualquer microempreendedora, formalizada ou não, pode se inscrever para receber capacitação online gratuita, concorrer a 450 cotas de auxílio emergencial de R$ 200 e nove prêmios de até R$ 5 mil para investir em seu negócio.

Para se inscrever, a microempreendedora deve ter um negócio que esteja ou esteve ativo entre março de 2020 (início da pandemia) e junho de 2021. Mulheres que já empreendiam antes da crise e seguem empreendendo também podem se inscrever. 

Além disso, elas devem ter concluído ao menos um curso da categoria escolhida. São elas: “Finanças – Eu no controle”; “Formalização – Meu negócio é legal”; ou “Marketing Digital – Tô na rede”. Os cursos são de curta duração e podem ser concluídos em até uma hora. Ao finalizar o curso, as microempreendedoras terão o acesso à página de inscrição no Prêmio Tamo Junto desbloqueado e também receberão o link de inscrição via e-mail.

Após análise de perfil, 450 mulheres, sendo 150 de cada categoria, serão selecionadas para receberem um auxílio emergencial no valor de R$ 200/cada e, também, uma capacitação via grupo no Whatsapp contendo diversos temas ligados a negócios e empreendedorismo, com duração de uma semana. As turmas serão criadas com base nas principais dificuldades das empreendedoras.

Finalizada essa primeira fase, as 450 empreendedoras selecionadas poderão concorrer a nove prêmios, com base na participação e desempenho individual na capacitação via WhatsApp. Serão selecionadas três ganhadoras por categoria – 1º, 2º e 3º lugar que receberão, respectivamente, R$ 5 mil, R$3 mil e R$ 1 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui