CI Digital: Solução tecnológica pode otimizar processos e permitir um home office com alta produtividade

Gestão da Comunicação Interna
Partindo da necessidade do mercado com todas essas mudanças, a Rede Participar Brasil de Tecnologia, empresa especializada em softwares corporativos, como ouvidoria, SAC, compliance, gestão digital de documentos e outros, desenvolveu a CI Digital, solução tecnológica para a gestão da comunicação interna

Nas últimas décadas, o mundo corporativo já vinha passando por mudanças, visando a eficiência com o aumento da produtividade, atrelada a redução de custos. Mas, no último ano, com o início dos alertas pela necessidade de distanciamento social em virtude da pandemia causada pela Covid-19, o processo foi acelerado e empresas tem investido fortemente na tecnologia para se adaptar à nova realidade.

Tudo aconteceu muito rápido e as empresas e instituições, públicas ou privadas, em todo o mundo, foram pegas de surpresa. A maior dificuldade encontrada foi justamente a comunicação simples, seja com o público interno e externo, ou até em grupo para reuniões gerenciais.

FIEC
Ouvidor Online
rpb-1
pw-1
FIEC
ci-1
rpb-1
rpb-1

Aplicativos desenvolvidos para as relações sociais do cotidiano, tais como Telegram e o WhatsApp, passaram a ser usados na cultura organizacional, porém a gestão comportamental em uma organização pode ser afetada por falta de recursos que essas redes sociais não oferecem. Principalmente quando a maior parte das empresas estão em casa. Para ter uma ideia, em 2020, o percentual do Home Office atingiu 7,3 milhões de pessoas trabalhando remotamente.

Partindo da necessidade do mercado com todas essas mudanças, a Rede Participar Brasil de Tecnologia, empresa especializada em softwares corporativos, como ouvidoria, SAC, compliance, gestão digital de documentos e outros, desenvolveu a CI Digital, solução tecnológica para a gestão da comunicação interna. A plataforma atua como um canal “multiservice” para o uso diário e constante no controle das atividades.

“O dia é muito curto e temos que ter ferramentas que nos auxilie na otimização do precioso tempo. Atualmente a gente se acostumou a utilizar ferramentas que já estavam no nosso cotidiano, como o WhatsApp, mas elas não foram desenvolvidas para a comunicação empresarial. A CI Digital nasce então para a resolução dessa demanda”, explica Silvia Pereira, diretora da Rede Participar.

A ferramenta tem sido muito eficiente na manutenção do bom relacionamento entre os funcionários, durante o home office. Em muitas situações, o aumento da demanda que o novo formato provocou vem criando cenários de estresse. Por meio da CI Digital, os funcionários evitam esse impacto, uma vez que todas elas são respondidas no seu tempo, sem prejuízo para a comunicação entre os departamentos, fazendo o controle para que nada fique sem resposta.

Com o objetivo de desenvolver a comercialização de soluções tecnológicas, a Rede Participar Brasil, responsável pela plataforma CI Digital, proporciona transparência, eficiência no atendimento e o melhor relacionamento entre as instituições e as empresas, sejam elas públicas ou privadas, e com a sociedade. Isto se torna possível devido às múltiplas plataformas com a gestão eficiente da informação.

Segurança de dados e LGPD

Aprovada em 2018, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) representa um marco histórico na regulamentação sobre o tratamento de dados pessoais no Brasil, tanto em meios físicos quanto em plataformas digitais. Desde então, a LGPD vem ocasionando mudanças na rotina de muitas startups, ao impor mudanças que são necessários para garantir a transparência de dados de pessoas físicas.

Com isso, é possível estabelecer regras sobre coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento de dados. Em startups que trabalham, principalmente, com informações de terceiros, a LGPD está proporcionando uma movimentação mais eficaz, especialmente para aquelas que estão totalmente adequadas à Lei de regulamentação de dados.

A plataforma CI Digital é executada a partir de uma Virtual Private Cloud (VPC), com conexão via internet, protegida por certificado de segurança SSL (tecnologia global de segurança padrão que permite a comunicação criptografada entre um navegador da Internet e um servidor da web). A aplicação é protegida contra SQL injection (ataque hacker), o servidor não aceita entrada de código SQL ou na linguagem utilizada, interpretando o mesmo como texto e não o executando.

Dessa forma, os dados só estão visíveis para usuários aprovados e com credenciais de acesso: e-mail e senha, sendo essa última salva criptografada no banco de dados. Por ter um banco de dados isolado, somente a VPC tem acesso a ele, sendo impossível conexão externa.

Os documentos são salvos num serviço de armazenamento de arquivos de forma privada e documentos de identificação de usuários só ficam visíveis para o administrador enquanto o usuário aguarda aprovação. Uma vez aprovado, nem o administrador tem acesso a esse documento.

A política de controle de acesso da plataforma CI Digital é baseada nas funções do usuário. Conforme esta função, o usuário pode ou não ter acesso a determinadas funcionalidades e dados. Ainda é possível, por parte dos gestores, configurar algumas permissões individualmente.

Toda a base de tratamento de informações utiliza as medidas de segurança da Amazon Web Service (AWS), como o uso de criptografia própria e controles de acesso. Além disso, é possível cumprir as obrigações de registro de atividades de tratamento e direitos dos titulares de dados pessoais diretamente pela plataforma.

Rede Participar Brasil e a gestão eficiente da informação

A empresa atua há seis anos, em todo o país, no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas. O objetivo da empresa é proporcionar transparência e eficiência no atendimento, bem como melhorar o relacionamento entre instituições, empresas (públicas e privadas) e com a sociedade.

Recentemente, através da parceria firmada com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará, a empresa agregou ao produto a comercialização de certificados digital para assinatura de documentos, através da Certisign, maior autoridade Certificadora do Brasil.

A startup investe constantemente em novas tecnologias, desenvolvendo ferramentas que possam criar canais para uma comunicação simples, legítima, não burocrática, de ampla acessibilidade e com layout’s intuitivos que propiciam redução de custos. Todas estas ferramentas possuem o objetivo de o melhor relacionamento interno e externo para empresas e instituições, públicas e privadas. A Rede Participar Brasil conta com o apoio do Banco Nacional da Tecnologia da Informação (BNTI).

Acesse Canal Telegram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui