Setor de compras nunca foi tão importante para o Varejo – Por Domingos Cordovil

Verejo alimentar

*Coluna Semanal Varejo & Distribuição – 17/03/21

O setor de compras nunca foi tão importante para Varejo. No país com a alta do dólar associada ao aumento do preço do combustível em um país, onde mais de 70% das mercadorias são transportadas em vias terrestres, o aumento do preço das mercadorias e insumos é um fato que deve ser muito bem administrado, pois determinará o resultado positivo ou não da empresa.

FIEC
fico
rpb-1

Em 2020 muitos produtos ficaram escassos no mercado como eletrônicos, embalagens e insumos. Esses produtos além de triplicarem o preço ainda faltaram e muitos fornecedores descumpriram os prazos de entrega. Dessa forma, muitos varejistas perderam faturamento e mercado pela falta das mercadorias. Em 2021, tudo indica que teremos um cenário parecido, portanto nesse momento um “fôlego” um pouco maior de estoque e insumos estratégicos podem lhe resguardar de novos aumentos e percas de vendas.

Lockdown e as 4 tendências no Varejo Alimentar

Em momentos de lockdown são ressalvados quatro grandes tendências do Varejo alimentar que devem ser trabalhadas pelos supermercadistas.

  • Busca por facilidade

Pratos prontos, práticos e rápidos são uma grande tendência para o cliente que não está podendo ir comer fora e tem pouca paciência para cozinhar.

  • Busca por conivência

Crescimento delivery e aplicativos para realizar suas compras de compras de casa.

  • Busca por novidades

O cliente adora inovar um reflexo disso no último ano foi a ascensão de categorias como queijos finos e linguiças temperadas / cuiabanas que tem ganhando mercado.

Busca ainda maior por preço na cesta básica

Sempre em anos de crise, a economia é um fator que grita, principalmente em itens essenciais como arroz, feijão e açúcar. Saber comunicar de forma assertiva essa competitividade é fundamental para manter o cliente na loja.

Nas crises os líderes se sobressaem, pois assumem a responsabilidade dos problemas e tem coragem para agir. O que fazer para sair da crise?

Nos momentos de crise, os bons se destacam e os líderes se sobressaem. Sempre que temos uma crise, muitas pessoas descobrem o seu verdadeiro potencial e muitas empresas descobrem talentos que nunca tinham observado. A maior arma para crescer hoje no varejo, ainda mais forte do que tecnologia são pessoas focadas e comprometidas com resultado. Portanto, caso o seu varejo de shopping  por exemplo esteja passando por um momento desafiador:

  • Monte um Comitê de Soluções para crise

Junte às lideranças para discutir soluções a alternativas.

  • Defina um plano de ação prático e funcional

Trabalhei para maior empresa de bebidas do Mundo e lá eles tinham o hábito de simplificar os planos de ação em “one page”, ou seja, uma folha, pois o foco estava na execução. O plano deveria ser simples, mas a execução militar.

  • Engaje a equipe

Faça uma reunião, convenção, evento presencial ou online para comprometer sua equipe com o plano traçado.

  • Acompanhe os resultados diariamente

Em momento de crise, os resultados devem ser acompanhados diariamente para que você possa agir rápido nos pontos de melhoria e superar qualquer situação adversa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Economic News Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui