China chama prazo final para venda do TikTok de “roubo coercivo”

China chama prazo final para venda do TikTok de

As manobras do presidente americano, Donald Trump, para forçar a venda do aplicativo TikTok ainda estão rendendo. Na última semana, o Ministério das Relações Exteriores da China declarou que os truques de intimidação econômica e manipulação política que os Estados Unidos praticaram contra empresas não americanas equivalem a um roubo coercitivo.

O porta-voz do ministério, Zhao Lijian (foto), respondeu em coletiva na sexta-feira (11) sobre os comentários do presidente dos EUA, no dia anterior, de que o prazo final definido para a empresa chinesa ByteDance vender os ativos nos EUA de seu popular aplicativo de vídeos curtos, TikTok, não seria prorrogado. “Ou será fechado, ou eles o venderão”, disse Trump à imprensa.

Zhao disse que a China se opõe ao argumento dos EUA de expandir o conceito de segurança nacional e abusar do poder do Estado para oprimir certas empresas estrangeiras e restringindo suas operações no país. Os truques de intimidação econômica e manipulação política que os EUA aplicaram contra empresas não americanas, independentemente de serem “transações coagidas pelo governo” ou “transações forçadas pelo governo”, são equivalentes a um roubo coercitivo.

“Isso viola os princípios de mercado e as regras internacionais, e desmascara a ironia dos EUA quando se proclamam defensores da economia de mercado e da concorrência leal”, disse Zhao.

Os EUA devem corrigir rapidamente esse erro e parar de oprimir as empresas estrangeiras, principalmente as chinesas, disse Zhao, observando que a China reservará o direito de tomar as medidas necessárias para salvaguardar os interesses das companhias chinesas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui