WhatsApp selecionando executivo para suas operações no Brasil

Em anúncio divulgado no sistema de recrutamento da rede social corporativa LinkedIn, o WhatsApp, empresa norte-americana de comunicação controlada pelo Facebook, busca contratar uma pessoa para o cargo que terá, entre outras funções, a missão institucional de representá-la entre “clientes seniores, formuladores de políticas governamentais, reguladores, defensores de direitos civis e de consumidores, e outras partes interessadas no país”.

A empresa informa ainda que a pessoa selecionada deverá desenvolver estratégias para expandir suas atividades no país, através do maior uso da plataforma e o aumento do faturamento.

O profissional deverá responder diretamente à Matthew Idema, chefe global de operações do WhatsApp.

Imagem LinkedIn

Requisitos

É exigida experiência mínima de 15 anos de atuação em empresas com áreas correlacionadas e 5 anos com e-commerce e/ou soluções de pagamento.

Os pontos de exigência podem ter relação, também, com o plano do Facebook de integrar ao WhatsApp sua carteira de criptomoeda Libra e versões digitais de moedas, como euro, dólar e outras.

Concorrência

Recentemente, o WhatsApp disponibilizou aos usuários o “Messenger Rooms”, seu novo recurso de vídeoconferência.

O serviço funciona de maneira parecida com os concorrentes, como Zoom, Slack e Microsoft Teams.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui