Alta na inadimplência do crediário

De acordo com dados do sistema de análise de crédito e cobrança Meu Crediário, baseado em uma rede de mais de mil lojistas espalhados pelo país, houve um aumento de 30% na inadimplência do crediário em março, comparado ao mesmo período de 2019. A empresa ainda verificou uma queda de 68% no número de consultas de CPFs na segunda semana de março em relação ao período anterior, e de 60% na comparação com a segunda semana de fevereiro – com menos procura dos consumidores por novas operações, os credores estão consultando menos quem está negativado.

O crediário é um produto de financiamento oferecido pelas lojas diretamente aos clientes e o mais sensível ao fechamento dos pontos comerciais. “Uma média de 50% das vendas no crediário são para autônomos e com esse fechamento mais longo essa pessoa acaba priorizando o dinheiro para insumos básicos”, avalia Jeison Schneider, cofundador do Meu Crediário.

Recuperação Judicial

De acordo com levantamento da consultoria Alvares & Marsal, se o PIB cair 5% em 2020, espera-se que mais de 2,5 mil empresas entrem com pedido de recuperação judicial, número quase 40% superior ao recorde verificado em 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui