Brisanet foca no 5G como complemento da banda larga nas pequenas cidades

O fundador da BRISANET diz que a interiorização do 5G caberá ao prestador de serviço de pequeno porte

(Fotos: Exame/Endeavor Brasil)
O presidente da Brisanet, João Roberto Nogueira, afirmou na última terça-feira (11) que a interiorização do 5G caberá ao prestador de pequeno porte, que há oito anos vem construindo dezenas de milhares de quilômetros de backbone e centenas de milhares de quilômetros de fibras urbanas. “Essa infraestrutura, que está sendo financiada pela banda larga, vai suportar a nova tecnologia nas pequenas e médias cidades e na zona rural¨, disse.
 
Segundo Nogueira, o Brasil tem uma área territorial muito grande, onde 90% dos serviços de telecom estão concentrados em 300 e poucas cidades. Então tem mais de cinco mil cidades com 10% dos recursos de telecom. Para ele, o grande desafio é como interiorizar o 5G nesse cenário econômico de pouca atratividade.
 
“Com esse cenário de backbone e backhaul instalados, em quatro a cinco anos as PPPs poderão levar o 5G como complemento da banda  larga e outras tecnologias para o agronegócio, que fatura mais de R$  1 trilhão e para os 11 milhões de domicílios da área rural. Caso isso não aconteça, a fixação do homem no campo fica comprometida e pode se reduzir a cinco milhões de casas em poucos anos.
 
“O que precisamos fazer é um modelo completo de negócio para esse cenário”, completou o presidente da Brisanet. Para ele, o grande trabalho de levar a conectividade para as cidades médias e pequenas já foi feito pelos ISPs.
 
A entrevista foi publicada no portal PontoISP, pela jornalista Lúcia Berbert.
 
História
 
A Brisanet foi criada pelo empreendedor José Roberto Nogueira, em 1998, na cidade de Pereiro, região semi-árida cearense. A empresa surgiu da idéia empreendedora do empresário de prover internet via rádio de qualidade e com baixo custo onde nenhum outro provedor queria levar: no interior nordestino. Com isso, iniciou suas atividades na zona rural de Pereiro e região, com o objetivo de aumentar o desenvolvimento da cidade.
 
Em 2010, a empresa inovou novamente enxergando a fibra óptica como uma forma de proporcionar mais conectividade. Investindo na nova tecnologia, a Brisanet também ganhou espaço para disponibilizar o sinal de telefonia fixa e TV a cabo no interior. Em 2012, foi iniciada a implantação do novo recurso em Pau dos Ferros/RN, a pouco mais de 40 km da sede, se tornando, então, o primeiro município a ser totalmente fibrado no Brasil.
 
A partir da operação bem sucedida, a empresa pôde expandir seus serviços e, hoje, atende mais de 200 cidades interioranas do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, totalizando mais de 220 mil assinantes, levando conexão de alta qualidade, com velocidade três vezes maior do que a média brasileira e próxima a dos Estados Unidos e da Coreia do Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui