Brasil e Paraguai assinam acordo automotivo

O anúncio do acordo aconteceu através de nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores.

O governo brasileiro assinou um acordo automotivo com o Paraguai, que permitirá a eliminação de tarifas sobre peças e automóveis comercializados entre os dois países.

O Paraguai é o único entre os integrantes do Mercosul que ainda não mantinha um acordo do tipo com o Brasil.

O acordo deverá ampliar as exportações de automóveis fabricados no Brasil para o Paraguai. O país vizinho também tende a se beneficiar, já que exporta peças e equipamentos que são usados na montagem de carros no Brasil.

Além da assinatura do acordo, foram adotadas declarações presidenciais sobre desenvolvimento sustentável, turismo e combate a ilícitos transnacionais e à corrupção.

Através do acordo, o Brasil de imediato irá conceder livre comércio para os produtos automotivos oriundos do país vizinho. Em contrapartida, o Paraguai também concederá livre comércio para os produtos automotivos brasileiros taxados com tarifas entre zero e 2%. Além disso, aplicará margens de preferência tarifária crescentes para os demais produtos automotivos, até a liberalização total do setor até o final de 2022.

Anfavea define como pequeno mercado paraguaio

No final do ano passado, quando o acordo foi anunciado, a associação das montadora, a Anfavea, viu o acerto com o Paraguai como positivo, mas ressaltou que o mercado do país vizinho não é grande.

“Nós defendemos mais acordos, com mais países, porque isso aumenta a competitividade de exportação da indústria, e também de importação. O mercado paraguaio é pequeno, mas é benéfico para conseguirmos mais negócios”, disse Luiz Carlos Moraes, presidente da associação das montadoras, a Anfavea, ao G1, em dezembro passado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui