Índice de confiança do empresário é o mais alto desde junho de 2010

Em janeiro de 2020 o índice de confiança do empresário (ICEI) alcançou 65,3 pontos

Fábrica da Yamaha. Linha de montagem de motocicletas Yamaha. Chão de fábrica. Manaus (AM)(Foto: José Paulo Lacerda)

Em janeiro de 2020 o índice de confiança do empresário (ICEI) alcançou 65,3 pontos. Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a tendência de aumento no otimismo é observada desde junho de 2019; sendo o índice de janeiro o mais elevado desde junho de 2010, situando-se 10,5 pontos acima de sua média histórica.

De acordo com o Portal, a confiança elevada se baseia não apenas nas expectativas para os próximos seis meses, como também no sentimento de melhora da situação econômica corrente.

O Índice de Condições Atuais registrou nova alta e continua em seu maior nível desde junho de 2010, mostrando que a percepção de melhora da situação corrente é significativa e disseminada entre os empresários.

A confiança elevada dá impulso à produção e ao investimento, sobretudo quando baseada não só em expectativas, mas também na percepção de melhora dos negócios.

ICEI por região geográfica

Se comparado com dezembro de 2019, somente a região Centro-Oeste apresentou queda de 0,7 ponto. As maiores variações foram registradas nas regiões Sul e Norte, de 1,6 ponto e 1,3 ponto, respectivamente.

Já nas regiões Nordeste e Sudeste as variações observadas são de 0,9 ponto e 0,8 ponto, respectivamente. Apenas as regiões Norte e Centro-Oeste apresentaram índices de confiança inferiores ao nível de janeiro de 2019 (recuo de 0,6 ponto em ambas regiões).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui