A conectividade é fundamental para o futuro do transporte e os veículos precisarão de 5G. A Volvo anunciou que fez uma parceria com a gigante de telecomunicações estatal China Unicom para explorar aplicativos automotivos usando a próxima geração de tecnologia de rede móvel 5G.

As duas empresas irão pesquisar, desenvolver e testar maneiras pelas quais as velocidades de conectividade 5G podem ser usadas para ajudar a melhorar a segurança, sustentabilidade, conveniência do cliente e direção autônoma. A próxima tecnologia 5G é muito mais rápida que as velocidades atuais de 4G. A Volvo, pertencente ao grupo chinês Geely Auto, explorará a melhor forma de aproveitar a rede de alta velocidade para melhorar a experiência de dirigir.

“A Volvo tem sido líder em realizar o potencial de conectar nossos carros para permitir novos recursos e serviços, como detectar e compartilhar locais de estradas escorregadias entre veículos”, disse Henrik Green, diretor de tecnologia da Volvo Cars. “Com o 5G, o desempenho da rede está melhorando para permitir muitos serviços críticos em tempo real que podem ajudar o motorista a ficar mais seguro e obter uma condução mais suave e agradável”.

Os aplicativos e conectividade podem ajudar o país a melhorar o fluxo de tráfego, otimizando os limites de velocidade e ajudando motoristas a encontrar vagas de estacionamento abertas. A nova tecnologia de conectividade 5G estará disponível na próxima geração de veículos construídos na arquitetura de veículo modular SPA2, que começará a produção em 2021.

No entanto, a implantação da tecnologia pode levantar preocupações com a privacidade. A China opera uma vasta rede de vigilância doméstica que rastreia indivíduos e está implementando um sistema nacional de “crédito social” com base em dados coletados de fontes públicas e privadas. Esse sistema de crédito pode ser usado para recompensar cidadãos com altas pontuações de crédito e pode ser usado para punir aqueles com pontuações baixas, limitando sua capacidade de comprar produtos de luxo ou impedindo-os de comprar até mesmo passagens aéreas. A Volvo observa que “é amplamente esperado que a China implemente seus próprios padrões regionais para tecnologias de veículo para tudo (V2X)”. Isso significa que os aplicativos de veículo são desenvolvidos em conjunto com as telecomunicações estatais sem privacidade individual.

(Fonte: Forbes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui