As defesas americanas melhoraram bastante nos quatro anos desde que hackers e trolls russos trabalharam para influenciar as eleições presidenciais de 2016, mas entrevistas com dezenas de oficiais e especialistas deixam claro que muitas vulnerabilidades permanecem.

Os hackers estão “revigorando” suas operações, disse um oficial de inteligência americano ao The Times, e trabalhando duro para encobrir seus rastros.

Com a divisão partidária nos EUA, o medo de hackers pode ser perigoso o suficiente: “Na verdade, você não precisa violar um sistema eleitoral para criar a impressão pública que tem”, disse Laura Rosenberger, diretora de um grupo que rastreia os esforços de desinformação russos.

Novo no páreo

Tom Steyer, bilionário executivo de fundos de hedge, se qualificou para o debate presidencial democrata da próxima semana, com base em seu desempenho em duas novas pesquisas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui