A Petrobras divulgou um comunicado no qual evita falar sobre a decisão de reajustar o preço dos combustíveis. Em nota divulgada após a escalada no conflito entre Estados Unidos e Irã, a estatal diz que “seguirá acompanhando o mercado e decidirá oportunamente sobre os próximos ajustes nos preços”. A posição da empresa foi divulgada na sexta-feira (3).

Em referência ao comunicado da estatal, o presidente Jair Bolsonaro disse que é possível que o petróleo perca lugar para fontes alternativas de energia e que países do oriente médio com forte presença de fundamentalismo religioso percam poder de negociação.

“A tendência é de se consumir cada vez menos petróleo e cada vez mais países que dão guaridas a terroristas se distanciam deles mesmos, quanto mais de nós. O ciclo do petróleo um dia vai acabar”, disse Bolsonaro.

Essa tendência é um realidade. Assim, qual será o futuro da Petrobras? Vale lembrar que a estatal já iniciou um plano da venda de ativos.

1 COMENTÁRIO

  1. Combustíveis são os produtos menos elaborados que a Petrobras e outras petrolíferas produzem. Já faz algum tempo que a Petrobras se define como empresa de energia e deve continuar liderando este setor com qualquer combustível em uso no mundo. As previsões mais recentes são de que os combustíveis fósseis irão atingir o seu pico em 35 anos para entrar em uma fase de declínio. Materiais estruturais é uma área que a Petrobras deve evoluir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui