O grupo francês LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton anunciou hoje acordo para a compra da Tiffany & Co. por US$ 135 por ação em dinheiro, ou US$ 16,3 bilhões.

Os conselhos das empresas de luxo discutem um possível acordo desde o mês passado e se reuniram na tarde desse domingo (24) para aprová-lo, disseram fontes a David Faber, da CNBC.

De acordo com comunicado, a LVMH informou que a aquisição vai reforçar sua presença nos EUA e, principalmente, no setor joalheiro.

As ações da Tiffany, a joalheria icônica de Nova York, aumentaram com a esperança de um acordo mais caro. As ações fecharam na sexta-feira a US$ 125,51.

Fundada em Nova Iorque, em 18 de setembro de 1837, por Charles Lewis Tiffany e Teddy Young, inicialmente se chamava Tiffany, Young and Ellis e o nome atual passou a ser usado em 1853, quando Charles Tiffany assumiu sozinho o controle da empresa. Hoje, a rede possui 64 lojas nos Estados Unidos e 103 lojas espalhadas pelo mundo.
 
A loja matriz está localizada na esquina da Fifth Avenue com 57th Street, em Manhattan, e é um dos prédios incluídos no Registro Nacional de Locais Históricos dos EUA. A loja serviu de locação para inúmeros filmes, entre eles Breakfast at Tiffany’s, estrelado por Audrey Hepburn, e Sweet Home Alabama.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui