O BTG Pactual é um dos bancos que irá mais se beneficiar de um “super ciclo” no Brasil e vivenciar um período de vários anos com avanço do lucro e rentabilidade, avalia o Morgan Stanley em um relatório enviado a clientes.

Os analistas elevaram o preço-alvo para os papéis de R$ 72 para R$ 80 após a avaliação do resultado do terceiro trimestre, que foi considerado forte. A análise lembra que o BTG, por meio da divisão “Digital”, tem bastante espaço para crescer na oferta de produtos de mercado de capitais e de gestão de investimentos para pessoas físicas.

A meta é de alcançar R$ 150 bilhões em ativos sob administração e 300 mil clientes até 2024. No lado dos empréstimos corporativos, o BTG tem conseguido avançar e ocupar o espaço deixado pela saída do Citi e do HSBC do Brasil. Ainda assim, o banco projeta um aumento da concorrência e queda dos spreads, o que tem motivado o foco também nos países andinos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui