A operadora de shopping centers Iguatemi espera resultados melhores nos próximos meses, depois de divulgar nesta quinta-feira (7) balanço acima do esperado pelo mercado, impulsionado por melhora nas vendas e fluxo de clientes.

“Outubro foi melhor que o terceiro trimestre e já sentimos uma certa animação no ar tanto de consumidores quanto lojistas”, disse a vice-presidente financeira da Iguatemi, Cristina Betts, à Reuters.

Além de um cenário econômico ligeiramente melhor, eventos sazonais como a Black Friday e o Natal também são gatilhos positivos para o desempenho da companhia no quarto trimestre, afirmou a executiva.

A Iguatemi, que tem 16 shoppings em seu portfolio de empreendimentos, teve lucro líquido de R$ 86,9 milhões no terceiro trimestre, 32,5% mais que na comparação anual. Analistas, em média, esperavam lucro líquido de R$ 69,76 milhões, segundo dados da Refinitiv.

A receita trimestral da companhia foi de 182,4 milhões de reais, 2,7% maior que um ano antes, enquanto as vendas mesmas lojas subiram 3,1%. Já o aluguel mesmas lojas cresceu 8,8%.

O resultado foi divulgado dias depois que a rival Multiplan (MULT3) anunciou alta nas vendas mesmas lojas de seus empreendimentos de 5,4% no terceiro trimestre, enquanto o aluguel mesmas lojas teve incremento de 10,8%. Não ficou imediatamente claro se os números são comparáveis aos apurados pela Iguatemi.

O lucro antes de juros impostos, depreciação e amortização (Ebitda) subiu 19,4%, para R$ 168,5 milhões, superando a média de estimativas de R$ 141,25 milhões, segundo a Refinitiv.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui