FAST SHOP COMPRA PARTICIPAÇÃO NA ZISSOU

https://drive.google.com/uc?export=view&id=1jmu7ywCTHDX26pb4x_1OEbdfH28oMt0b

A empresa comprou uma participação minoritária relevante na startup de colchões Zissou, num casamento entre um canal de distribuição e uma e uma marca digital nativa que deve se tornar cada vez mais comum daqui para frente.

O fit demográfico tornava a transação quase óbvia, unindo uma empresa que vende colchões premium de R$ 3 mil a R$ 6 mil com a rede de eletroeletrônicos preferida do público classe A. “A Fast Shop tem a mesma obsessão pela experiência do consumidor que a Zissou,” diz Andreas Burmeister, que fundou a startup há dois anos com os sócios Amit Eisler e Ilan Vasserman. “Desde a fundação da Zissou, a gente via a Fast Shop como um parceiro lógico,” diz Amit. 

A transação, que avaliou a startup em R$ 48 milhões, vai colocar os colchões, travesseiros e lençois da Zissou nas mais de 100 lojas da Fast Shop em todo o País. Em algumas lojas, o cliente vai poder deitar e rolar no colchão; outras terão o colchão na caixa, para retirada imediata.

Para a Fast Shop, o negócio marca a entrada em artigos para o sono, complementar a seu ‘core business’ de eletrodoméstico e eletrônicos.

 (Brazil Journal)

Comentários