https://drive.google.com/uc?export=view&id=1vtqSM_c-q8oQO81nNcgVt6ypbvkipex0

Acabar o salário antes do mês chegar ao fim é a realidade de 67% dos brasileiros, segundo levantamento da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), com apoio da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). 

Conseguir tirar uma parte do salário para guardar ou investir acaba sendo uma tarefa ainda mais complicada. Apenas um terço (29%) consegue, às vezes, fazer uma reserva para emergências e um em cada 10 (10%) guarda alguma quantia sempre ou frequentemente. Justamente diante dessa complicada situação financeira, 7 em cada 10 (68%) entrevistados em agosto reconhecem não ter capacidade de lidar com imprevistos e apenas 9% dizem conseguir arcar com despesas que extrapolam o orçamento. Para 13%, o motivo é a falta de controle sobre as próprias finanças. 


“O controle do orçamento exige certa disciplina, mas no final do mês recompensa, tanto no aspecto emocional, por não haver estresse na hora de pagar as contas, quanto no aspecto financeiro, já que com uma reserva será possível realizar planos futuros. O descuido pode custar caro”, alerta o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli. 
(Valor Invest) 

Sistema RPBrasil de Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui