PRESIDENTE FILIPINO AFIRMA QUE NUNCA PERMITIRIA QUE OS EUA IMPLANTASSEM MÍSSEIS EM SEU PAÍS

https://drive.google.com/uc?export=view&id=1szNvd1m0F75dAyaLdoqdNAvevrzqoSWe

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, declarou que seu país nunca permitiria que os Estados Unidos implantassem sistemas de mísseis em seu solo.

Embora exista o Tratado de Defesa Mútua entre as Filipinas e os Estados Unidos, Duterte disse na noite de terça-feira que impediria a entrada de armas estrangeiras, incluindo arsenal nuclear no país, já que isso é considerado uma violação da Constituição Filipina.

"Há um artigo no jornal que eles vão colocar alguns mísseis balísticos de médio alcance. Isso nunca poderia acontecer", disse Duterte antes de uma reunião de líderes empresariais filipino-chineses em Malacanang, o palácio presidencial.

"Isso nunca vai acontecer porque eu não vou permitir, pois também é uma violação da Constituição. Você não pode colocar armas nucleares nas Filipinas", acrescentou Duterte.

Além disso, ele disse que não permitiria nenhuma "tropa estrangeira" no país.

Os Estados Unidos formalmente se retiraram do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF) com a Rússia no dia 2 de agosto, que foi assinado pela antiga União Soviética e pelos Estados Unidos em 1987.

Logo após se retirar do tratado INF, os Estados Unidos estão buscando a implantação de seus mísseis de médio alcance na região da Ásia-Pacífico.

Na sexta-feira da semana passada, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, disse a repórteres em Sydney que ele quer implantar um míssil convencional de alcance intermediário na região Ásia-Pacífico dentro de alguns meses.
(Xinhua)


Comentários