Governo faz corte de R$ 366 milhões e mantém custos com desvio de finalidade

https://drive.google.com/uc?export=view&id=1U4oDw7biiQ25HF34PbxjATq4mvS6MXvy

A redução nas despesas da pasta da Economia, que sofreu um contingenciamento de 34,8% neste ano, incluem limitação do expediente de 8h às 18h e corte de cafezinho. Um remanejamento de R$ 1,8 bilhão em recursos para atividades prioritárias do ministério, como os sistemas da Receita Federal e do INSS, também está previsto. Segundo o Estadão, a falta de recursos poderia levar a Receita Federal a desligar todos os seus sistemas informatizados a partir do dia 25 de agosto. O que causa estranheza é o governo não reduzir custos na CGU com a produção e distribuição de softwares gratuitos concorrendo com o setor privado, gerando desemprego, queda na arrecadação e desinvestimento. É papel do governo produzir software? Será que, também, vai produzir ambulância para enviar aos municípios? Parece!

Sistema RPBrasil de Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui