BALANÇA COMERCIAL TEM SUPERÁVIT DE US$ 1,18 BILHÃO NO INICIO DE JULHO



O Ministério da Economia informou nesta segunda-feira (8) que a balança comercial registrou superávit de US$ 1,18 bilhão no começo de julho. O resultado foi contabilizado até este domingo (7).

Quando as exportações superam as importações, o resultado é de superávit. Quando acontece o contrário, o resultado é de déficit.

As exportações no período somaram US$ 4,604 bilhões (queda de 10,1% na comparação com julho de 2018). As importações, ainda segundo o governo, totalizaram US$ 3,416 bilhões (baixa de 19,4% na mesma comparação).

Nas exportações, houve queda nas vendas de produtos básico, (-20,7%), manufaturados (-5,8%) e alta nas exportações de semimanufaturados (+41,7%).

Nas importações, caíram os gastos com cobre e suas obras (-44,8%), combustíveis e lubrificantes (-27,6%), cereais e produtos da indústria da moagem (-25,1%), siderúrgicos (-16,5%) e veículos automóveis e partes (-12,9%).

Acumulado do ano

De acordo com o Ministério da Economia, até o dia 7 de julho, a balança comercial registrou superávit de US$ 27,263 bilhões na parcial deste ano.

Embora o saldo acumulado do ano seja de superávit, houve queda de 12,2% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o saldo positivo chegou a US$ 31,044 bilhões.

De acordo com o governo federal, no acumulado deste ano, as exportações somaram US$ 114,46 bilhões média diária de US$ 894,1 milhões (queda de 2,4% em relação ao mesmo período do ano passado).

As importações, ainda segundo o governo, somaram US$ 87,18 bilhões no acumulado de 2019 média diária de US$ 681,1 milhões (queda de 0,9% em relação ao mesmo período de 2018).

Saldo e projeções

No ano passado, a balança comercial registrou superávit de US$ 58,3 bilhões. Com isso, o saldo positivo, assegurado principalmente pela exportação de produtos básicos, ficou 13% abaixo do de 2017.

A expectativa do mercado financeiro para este ano é de nova queda do saldo comercial. Segundo pesquisa realizada pelo Banco Central na semana passada, a previsão para 2019 é de um saldo positivo de US$ 51,5 bilhões nas transações comerciais do país com o exterior.

O Banco Central, por sua vez, prevê superávit de US$ 40 bilhões para este ano, com exportações em US$ 247 bilhões e importações no valor de US$ 207 bilhões.

O Ministério da Economia estima superávit de US$ 50,1 bilhões para 2019, com US$ 245,9 bilhões de exportações e US$ 195,8 bilhões de compras do exterior.

(G1)

Comentários