Em vez de deixar milhares de bicicletas em bom estado estragarem após o fechamento da fabricante um empreendedor está retirando toda a produção que estava ao ar livre e doando para crianças pobres de Mianmar, na Ásia.

Mike Than Tun Win ficou de coração partido ao ver as bicicletas desperdiçadas, após a liquidação judicial , em 2018,  da empresa OBike, que fazia compartilhamento em Cingapura.Win pensou em todas as crianças da vila que ele via caminhando para a escola pela estrada. Foi aí que teve a inspiração.
Win diz que encontrou montanhas de burocracia e taxas em relação ao envio de bicicletas de Cingapura para Mianmar.
Então ele abriu a organização sem fins lucrativos LessWalk para que pudesse comprar todas as bicicletas não usadas do oBike e doá-las para crianças em idade escolar.
Deu certo. Ele já enviou e recebeu cerca de 4.700 novas bicicletas e mais 5,300 já estão a caminho.
(Só Noticia Boa)

“É comum ver filas e filas de estudantes caminhando longas distâncias de casa para a escola em aldeias rurais”, disse Win, de acordo com a Tech Crunch .
“Alguns alunos chegam a caminhar até uma hora de casa para a escola e as famílias dificilmente podem pagar por uma forma simples de transporte, como bicicleta ou motocicleta … um ônibus escolar é quase inédito para os estudantes nas aldeias rurais”.
A ação
“A iniciativa é melhor do que o esperado, já que eu estava tentando comprar bicicletas usadas de cemitérios de reciclagem, mas consegui obter bicicletas 100% novas a um preço muito bom!”, escreveu Win em um blog.
“Todas as bicicletas são gratuitas para os estudantes que vivem abaixo da linha da pobreza em Mianmar e precisam andar 2 quilômetros até a escola”, acrescentou.
A organização sem fins lucrativos tem financiado sua missão com patrocínios e doações, mas a maior parte de seu financiamento de US $ 400 mil – R$ 1.600 milhão – veio diretamente do bolso de Win.
Ele está conversando com várias organizações governamentais e instituições de caridade de base, para distribuir adequadamente as bicicletas nas próximas semanas.
“Estou planejando isso desde 1º de março, quando publiquei minha ideia no Facebook e no Linkedin”, escreveu Win.
“Três meses depois do meu post, estou super feliz por poder finalmente começar a trabalhar nisso!”
(Metrópole)
Sistema RPBrasil de Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui