Em crise, o país produziu 60 carros e 5 caminhões nos 5 primeiros meses do ano, todos concentrados no mês de abril. Desse total, foram 60 carros da Toyota e 5 caminhões da Iveco. todos eles foram finalizados em abril, o que significa que entre janeiro e março não houve produção de automóveis no país inteiro, disse Bautista ao jornal 2001.

A fabricação de veículos Venezuelana despencou drasticamente em meio a uma recessão e a hiperinflação. Omar Bautista, presidente executivo da Câmara Venezuela de Fabricantes de Automóveis (Favenpa) revelou no final da semana passada que o país produziu apenas 65 veículos no total dos primeiros 5 meses de 2019 – queda de 99,9% na comparação com o mesmo período de 2009, quando 45.500 veículos saíram das fábrica. De acordo com o representante da indústria, as montadoras que ainda tem unidades no país são Ford, Mitsubishi, FCA e Mack. “A produção dessas empresas é nula, não foi montada nenhuma unidade neste ano”, disse ele.

Segundo apurado, há concessionárias ao redor do país sem carros para venda, enquanto outras possuem veículos novos com fabricação em 2015. Com a hiperinflação, os custos de fabricação subiram e a população não tem poder de compra para adquirir veículos.

Em 2017, a indústria automotiva trabalhou com 20% de sua capacidade e a produção caiu 99% na comparação com o ano anterior, totalizando 2 mil unidades. Já em 2018 o número total alcançou 1.155 veículos, dentre automóveis e caminhões; da Toyota e Ford. Poucos anos antes, a média anual do país era de 500 mil. 

(InfoMoney)
Sistema RPBrasil de Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui