https://drive.google.com/uc?export=view&id=1bpekUqYMNo1ErRcvzywxrr7QRJrYEV3G
Ao mesmo tempo que o país crítica medidas de cesura do STF, o ministro da economia, Paulo Guedes, determinou a proibição do acesso a estudos e pareceres técnicos que embasaram a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência. Dessa forma, argumentos, estatísticas, dados econômicos e sociais ficam submetidos à restrição de acesso, de acordo com informações de Fábio Fabrini e Bernardo Caram, da Folha de São Paulo. Assim, não é possível ao cidadão comum, com interesse diretamente no assunto que impactará em mudança nas regras de aposentadorias e pensões, ter acesso argumentos, a estatísticas, estudos, dados econômicos e sociais que sustentam o texto da proposta em tramitação no congresso.

A medida é no mínimo um contrassenso justamente quando o governo trabalha para convencer a população e os parlamentares pela sua aprovação no congresso.

Se a medida é necessária, tem que haver transparência.
Sistema RPBrasil de Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui